Segurança

MP denuncia dois investigados da Operação Hefesto por venda de produto veterinário falso

Em maio deste ano, as investigações foram intensificadas, e no dia 16 de abril deste ano foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão

Giroflex Polícia Militar Dia

Divulgação

O Ministério Público (MP) denunciou duas pessoas, identificadas como G, da L, de 39 anos e O. da L, de 66 anos, investigados na Operação Hefesto pelo crime de venda de produto veterinário falso.

A Operação Hefesto foi iniciada em agosto de 2020, tendo como objetivo, apurar diversos crimes que poderiam estar sendo praticados, como: tráfico de drogas, receptação, furto de gado, crime ambiental, venda de armas, venda de produtos veterinários falsos, venda de produto impróprio para consumo e organização criminosa.

Em maio deste ano, as investigações foram intensificadas, e no dia 16 de abril deste ano foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão.

Desde então, a operação teve diversos inquéritos, os quais foram instaurados no dia 16 de setembro de 2021, e outros sete na segunda fase da operação.

Um inquérito de lavagem de dinheiro foi instaurado em 17 de setembro de 2021, em fase de quebra de sigilos bancários e um quarto de usuara pecuniária, instaurado em 22 de setembro, na fase de conclusão.

Outro inquérito foi instaurado em 2019, na pré-operação Hefesto e foi concluído no dia 1º de junho, que é referente a depósito para venda de medicamentos falsos da marca registrada Borgal, que causou a denúncia pelo MP, em 15 de outubro, através da Dra. Juliana Rathum Frasson, por crimes previstos como receptação qualificada, crime contra o consumidor, possuir depósito para vender ou expor à venda, ou, entregar matéria-prima ou mercadoria, em condições impróprias para consumo comercial, o comprador ou consumidor vendendo como autêntica, falsa ou deteriorada.

No total, a operação possui cinco inquéritos policiais, instaurados de 2019 a 2021, sendo que, dos cinco, dois já tem denúncia realizada pelo Ministério Público.

Os resultados das investigações são uma atuação em conjunto do Ministério Público e da Polícia Civil de Santa Catarina.

Notícias Relacionadas

Centro de Triagem encerra atividades e atendimentos são absorvidos pelas UBSs em Criciúma

Sintomáticos e suspeitos de Covid-19 serão atendidos pelas unidades de saúde

Coorsel arrecada tampinhas em prol da causa animal de Tubarão

Arrecadação foi entregue para as voluntárias que atuam na proteção de animais abandonados ou vítimas de maus-tratos.

Atleta de Muaythai de Criciúma é convocado para mundial na Tailândia

Welinton Benvenutti Fernandes disputará a categoria Senior Elite até 71

Teatro Municipal Elias Angeloni recebe espetáculo “O Homem Mais Inteligente da História”

Peça será nessa sexta-feira (3)