Geral

MP denuncia oito pessoas na Operação Hera; duas são vereadores

Estão sendo investigados crimes cometidos em Urussanga, na Fundação Ambiental Municipal

Foto: Charles Guerra/Divulgação

O Ministério Público do estado de Santa Catarina denunciou em um documento datado desta quinta,02, oito pessoas, sendo dois vereadores de Urussanga, na Operação Hera, que apura crimes realizados no âmbito da Fundação Municipal Ambiental.

As denúncias dos oito envolvidos, incluindo também servidores públicos, são referentes a crimes ambientais, coação, prevaricação, sonegação de documentos, concessão de autorização em desacordo com as normas ambientais, dificultação de ação fiscalizadora, corrupção passiva, advocacia administrativa e extravio de documentos.

Operação Hera

Um inquérito de 2020, requisitado pelo MP, visava apurar o uso de retroescavadeira da Secretaria da Agricultura em possível crime ambiental, além de ameaça contra o Fiscal da Fundação do Meio Ambiente, por parte do então Secretário da Agricultura e hoje vereador. Já o segundo visou apurar, além desse fato, crimes praticados no âmbito da Fundação Ambiental de Urussanga.

Com informações do TNSUL

Notícias Relacionadas

Proprietário de lavação é preso por tráfico de drogas em Orleans

Na delegacia, o acusado confirmou que entregou 15 gramas de crack para o usuário em troca de um Fiat Uno com problemas mecânicos.

Em cinco horas, PMRv recolhe 13 carteiras de motoristas e prende um por embriaguez ao volante em Laguna

O montante é preocupante segundo os policiais, já que foram somente 32 abordagens neste período. Motoristas pagarão multa de aproximadamente R$ 3 mil e ficarão sem a CNH por 12 meses.

MPSC acusa prefeita de Lauro Müller de fazer “verdadeira ação entre amigos”

Ação que teve liminar deferida para bloqueio de bens dos investigados alega “favorecimento intolerável” a escritório de advocacia.

Polícia desencadeia operação contra caça ilegal e desmatamento em Orleans

Operação Minador II apreendeu armas que estavam escondidas na Igreja da comunidade. Participaram da Operação as Polícias Civil e Militar de Orleans e a DIC de Criciúma.