Segurança

MPSC denuncia casal preso após ter relações sexuais na frente de crianças em motel em SC

Os dois podem responder por crime de satisfação de lascívia, lesão corporal e exposição da vida ou da saúde de outros a perigo direto e iminente. O homem também foi denunciado pelo crime de desobediência.

Giroflex PM foto noturna

Divulgação

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) informou nesta quinta-feira (15) que denunciou o casal que foi preso após fazer sexo na frente de crianças em um motel de Jaraguá do Sul, no Norte catarinense.

Os dois poderão responder por três crimes: satisfação de lascívia mediante presença de criança ou adolescente, lesão corporal e exposição da vida ou da saúde de outros a perigo direto e iminente. O homem também foi denunciado pelo crime de desobediência.

A denúncia do MPSC foi encaminhada a 1ª Vara Criminal da Comarca do município. Até as 13h20, o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) ainda não havia se prenunciado sobre a denúncia.

Segundo as investigações, a mãe das crianças, de 21 anos, e o homem, de 22, estavam sob efeito de entorpecentes. Um menino de 2 anos que estava com eles ingeriu cocaína e teve que ser encaminhado para o hospital. Até o dia 12 de julho ela permanecia internado. A situação das crianças não foi informada nesta sexta (16) pelo fórum.

A denúncia foi apresentada pela 4ª Promotoria de Justiça. O promotor Marcelo José Zattar Cota informou que “os denunciados, de forma consciente e voluntária, assumiram o risco de ofender a integridade física das crianças, permitindo que tivessem acesso às drogas – o que efetivamente ocorreu com o mais novo, de apenas 2 anos, ocasionando-lhe as lesões corporais graves descritas em receita médica e na comunicação do Hospital e Maternidade Jaraguá – consistente em intoxicação por ingestão de drogas – e a expondo a perigo de vida”.

O homem, que ao ser surpreendido pela Polícia Militar na garagem do motel não atendeu à ordem de parada e trancou-se no quarto, o que levou à necessidade de arrombar a porta para prendê-lo, também foi denunciado pelo crime de desobediência. Os dois foram presos em flagrante.

De acordo com o delegado Caléu Mello, a Justiça concedeu liberdade provisória para a mãe das crianças. Já o homem, que não é pai das crianças, segue no Presídio Regional de Jaraguá do Sul.

Os nomes dos envolvidos não foram divulgados já que a ação está em segredo de Justiça, conforme determina o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). O G1 também não conseguiu contato da defesa dos envolvidos.

O caso

O casal foi preso em flagrante na madrugada do dia 8 de julho. Conforme os autos da prisão em flagrante, o casal teria ido a um motel no bairro João Pessoa e levado consigo os dois filhos da mulher, de 2 e 4 anos de idade. No quarto, o homem e a mulher teriam passado a praticar atos sexuais e a usar entorpecentes – maconha, cocaína e ecstasy – na frente das crianças.

O menino de 2 anos que estava com o casal foi encaminhado para o hospital pela equipe dos bombeiros após passar mal porque teria ingerido drogas. A mãe acompanhou o filho até o hospital. Foi a equipe dos bombeiros que acionou a PM.

Quando a polícia chegou ao motel, o homem se trancou no quarto. Os policiais conseguiram entrar após arrombar a porta e viram que havia sangue na cama, além de maconha e um pacote com restos de cocaína. A quantidade não foi detalhada.

O casal foi encaminhado à delegacia pela PM por aliciar crianças e por posse de drogas. O crime de desobediência também foi registrado contra o homem.

Com informações do G1 SC

Notícias Relacionadas

Vacinação em SC: Estado recebe 220 mil doses da vacina contra a Covid-19

As vacinas serão destinadas à vacinação da população em geral por faixa etária e à vacinação dos grupos prioritários que ainda vacinados.

Homem de 90 anos já assistiu mais de 50 nevadas em SC; veja registros

Viterbo Souza Oliveira lembra da primeira grande precipitação de neve, em 1946, com acúmulo de cerca de 30 centímetros.

Motorista morre afogado após carro cair de ponte em São Ludgero

Acidente ocorreu no início da madrugada deste sábado (31); vítima ficou presa ao cinto de seguranças.

Aneel: bandeira tarifária de agosto se manterá vermelha

O custo de 100 kilowatt-hora permanece em R$ 9,492.