Segurança

Mulher decaptada no Rincão é identificada

Trata-se de Marlise de Souza Roldão Oliveira, de 49 anos. Ela estava desaparecida desde 18 de novembro.

Foto: Divulgação

Foi identificado o corpo da mulher decaptada em Balneário Rincão. Trata-se de Marlise de Souza Roldão Oliveira, de 49 anos.

Ela estava desaparecida desde 18 de novembro, nove dias antes de o corpo ter sido encontrado por populares em um matagal na Lagoa dos Freitas.

A identificação ocorreu por meio de chaves que estavam no bolso de Marlise, que abriram os cadeados da casa dela, até então apontada como suspeita de pertencer à vítima, além de uma cicatriz de uma cirurgia bariátrica.

“Ela era usuária de crack e provavelmente o crime tenha ocorrido por dívida de drogas. Até o momento, não temos suspeitos e as investigações continuam”, conta o delegado Rafael Iasco.

Conforme informações da Rádio Hulha Negra, a cabeça até o momento não foi localizada.

Notícias Relacionadas

Morador é executado com cinco tiros em Criciúma

Segundo informações, a vítima saiu recentemente do presídio e possui passagens por pedofilia e estupro de vulnerável.

Sentença de pronúncia levará para júri casal acusado por homicídio cometido com espada em Orleans

Segundo os autos, os crimes aconteceram em março deste ano, no bairro Rio das Furnas

Polícia Civil apresenta dados positivos na repressão de roubos em Criciúma com prisões realizadas e criminosos identificados

Comparado com 2018, os dados indicam redução de roubos com uso de arma de fogo, roubos em residência e roubos com mais de três autores, com estabilização da quantidade de roubos gerais.

Polícia Civil cumpre mandados contra suspeitos de latrocínio em Sombrio