Segurança

Mulher é assassinada a tiros dentro da própria casa em SC

Um jovem foi preso suspeito pelo crime; familiares lamentaram a morte: "Morta inocentemente"

Divulgação

Uma mulher foi morta a tiros dentro da própria casa na noite da última segunda-feira (14) no bairro Vila Cubatão, zona Norte de Joinville. O crime aconteceu na rua Paulo Gilsen por volta das 20h50min. Dois homens são suspeitos pelo assassinato e um deles foi detido.

Quando a Polícia Militar chegou ao endereço da vítima, identificada como Adelaide Maria Pinzegher, ela já estava morta. Uma testemunha estava no local e relatou aos policiais que viu os jovens fugindo em uma moto e, em seguida, entrando em uma casa, na mesma rua em que ocorreu o homicídio.

Durante as rondas, a PM encontrou um dos suspeitos, com um celular. Ele confessou ter apagado alguns aplicativos, inclusive, o WhatsApp. No entanto, foram encontradas fotos e vídeos dele no aparelho segurando armas.

Os policiais também conversaram com a mãe do jovem, que confirmou que o filho e outro suspeito realmente estiveram na casa minutos antes, e entraram de forma repentina. A mulher ainda contou que o outro suspeito fugiu pelos fundos. Ele ainda não foi localizado.

Familiares lamentam

Nas redes sociais, familiares e amigos lamentaram a morte de Adelaide. Lígia Maria Pincegher, uma prima, afirmou ser difícil descrever a tristeza e acreditar no fato. “Minha prima [foi] morta inocentemente, não devia nada pra ninguém e pagou com a vida. Vai com Deus, que ele está te esperando com os braços abertos”, escreveu.

Andressa Luiz Medeiros, outra prima, descreveu a vítima como uma pessoa brincalhona e feliz com a vida. Andressa definiu a morte como precoce. “Vai com Deus, Laide. Não dá pra acreditar”.

Ainda não há informações sobre o velório da vítima. Agora, a Polícia Civil segue na investigação do caso na tentativa de descobrir a motivação do crime e prender o segundo suspeito.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Embarcação vira com quatro pescadores no Balneário Rincão

Ocorrência foi atendida pelo Serviço Aeromédico (Saer)

Covid-19: chega ao fim estado de emergência em saúde pública no Brasil

Segundo o governo, nenhuma política pública de saúde será interrompida

Homem de 57 anos é preso após tentar beijar menina de 11 anos à força, em Orleans

Fato ocorreu na Rua Aristiliano Ramos, na tarde deste sábado, dia 21.

Número de transplantes de rim caiu nos últimos dois anos

Sociedade Brasileira de Urologia lançou campanha para estimular doação