Segurança

Mulher morre após ser golpeada com barra de ferro em Araranguá

Companheiro da vítima também foi agredido e encaminhado ao Hospital Regional de Araranguá em estado grave. Crime aconteceu na madrugada deste domingo (03).

Giroflex PM viatura foto noturna

Foto: Arquivo / Sul in Foco

O Corpo de Bombeiros socorreu vítimas de uma agressão durante a madrugada deste domingo, 3, em Araranguá. O fato ocorreu no bairro Mato Alto e os socorristas encontraram uma mulher, de 43 anos, inconsciente. Ela apresentava traumatismo craniano encefálico severo, ferimentos na face e cabeça, além de hemorragia nasal e oral. As informações são do DNSul.

Conforme relato de testemunhas, ela teria sido agredida com golpes de barra de ferro. Além dela, o companheiro, de 43 anos, também foi ferido. Ele foi encontrado consciente, mas com os sinais vitais alterados. Ele também foi ferido com golpes de barra de ferro, possuía ferimentos na face e suspeita de fratura nos braços.

Ambos foram encaminhados ao Hospital Regional de Araranguá. Mas, a mulher não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade hospitalar.

O autor das agressões, que fugiu após a ação, é ex-companheiro de uma jovem de 25 anos, sobrinha da vítima fatal. Contra o homem, porém, há uma medida de proteção, mas ele apareceu na casa dela querendo conversar. A mulher, então, teria entrado em contato com a tia para pedir ajuda. Porém, quando chegaram a residência da jovem acabaram agredidos.

Notícias Relacionadas

Governo sanciona Lei que autoriza farmácias e drogarias a receberem denúncias de violência doméstica contra a mulher

Ao receberem a denúncia, os atendentes devem comunicar imediatamente às autoridades competentes

Jovem de 20 anos morre e homem fica ferido em acidente de trânsito em Meleiro

Dois carros bateram de frente na SC-108 na noite de sexta-feira (15).

Denúncia de bullying será investigada em Tubarão

Uma das acusações é que um professor e outra aluna do colégio passaram tinta e cola no cabelo da criança.

PRF recupera cavalo-trator roubado, clonado e com placas falsas em Araranguá, na BR-101

O cavalo-trator fiscalizado, na verdade, é emplacado em Pelotas/RS e havia sido roubado em outubro de 2016 em Barra do Riveiro/RS.