Segurança

Mulher vítima de violência doméstica mata o marido e chama a polícia em SC

Ela ligou para pedir ajuda e confessar o crime

Giroflex PM foto noturna

Divulgação

Uma mulher matou o próprio marido a tiros na madrugada desta terça-feira (20), em Itajaí, e alegou legítima defesa por sofrer agressões. Ela ligou para a Polícia Militar, confessou o crime e foi presa em flagrante. Os dois eram casados há 20 anos.

Os policiais foram acionados por volta das 2h20min e seguiram até o imóvel do bairro Santa Regina. A solicitante contou que teve mais uma briga com o companheiro, ambos de 36 anos, e que como havia armas dentro de casa, ela disparou cinco vezes enquanto ele dormia.

Na sequência, pegou os dois filhos de 15 e 3 anos e foi para a casa do irmão. Ainda de acordo com as informações que ela passou à PM, a união estável durou 20 anos, mas com constantes ameaças e agressões. A mulher, inclusive, já havia registrado ao menos um boletim de ocorrência por violência doméstica em 2016. O homem também possuía passagens por outros crimes como porte ilegal de arma e tráfico de drogas, segundo a PM.

Horas antes do assassinato, ele teria agredido a companheira, tentado violentá-la e ameaçado os filhos com uma pistola calibre 45 e uma arma de choque. No local, a PM apreendeu duas armas de fogo, uma de choque, colete à prova de bala e 100 munições.

O caso agora fica sob a responsabilidade da Polícia Civil. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados até o fechamento deste texto.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Vereadores de Orleans aprovam Projeto de Lei, Moção, Requerimento e Indicações

Em live, empresário responderá questionamentos sobre obra paralisada em Orleans

Live com proprietário da empresa responsável pela revitalização da escadaria será nesta quarta-feira, dia 12, a partir das 21h, pelo Facebook.

Aprovação de quatro projetos e treze proposições marcam sessão do Legislativo de Lauro Müller

Criciúma: Procon alerta para golpe de dados pessoais e cartão físico

Se passando por funcionários de um banco, os golpistas ligam para confirmar uma compra no cartão da pessoa e para solucionar a situação, eles recomendam uma ligação para o banco.