Turismo

Museu ao Ar Livre Princesa Isabel reabre no sábado (23)

O local teve suas atividades interrompidas na segunda quinzena de março devido a pandemia da COVID-19

Divulgação

O Museu ao Ar Livre Princesa Isabel, de Orleans, abre as portas neste sábado, dia 23, depois de quase 10 meses fechado. O local teve suas atividades interrompidas na segunda quinzena de março devido a pandemia da COVID-19, e agora reabre tomando uma série de cuidados, como o uso obrigatório de máscara, distanciamento social e uso de álcool 70º.

Segundo a diretora do Museu, Valdirene Böger Dorigon, os visitantes terão sua temperatura corporal aferida, onde pessoas com temperatura igual ou superior a 37,8ºC ou sintomas gripais ficaram impedidas de entrar no local. “O passeio de balsa e as visitas guiadas estão suspensas no momento”, afirmou Valdirene, explicando que as medidas seguem as orientações da portaria da SES nº 1001 de 23 de dezembro de 2020.

O museu funciona de terça a sexta, das 9h às 12h e das 13h30 às 18h. Sábados, domingos e feriados das 9h às 18h.

Sobre o Museu

O Museu ao Ar Livre Princesa Isabel corresponde à forma de apresentação do acervo num ambiente natural e ecológico, destacando o modo de vida dos colonizadores no início do século XX.

Inaugurado em 1980, o Museu teve como principal idealizador o Pe. João Leonir Dall’Alba. É o primeiro do gênero na América Latina, instalado numa área de vinte mil metros quadrados de terra. É tombado pelo estado de Santa Catarina e pelo Iphan – Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional, como patrimônio cultural brasileiro.

As construções, de características tradicionais, abrangendo: capela, engenho de farinha de mandioca, estrebaria, galpão de serviços domésticos, cozinha de chão batido, casa do colono, cantina, meios de transporte, engenho de cana-de-açúcar, serraria pica-pau, oficinas artesanais, marcenaria, atafona, balsa, ferraria, monjolo e Centro de Vivências.

Notícias Relacionadas

Fugitivo do sistema carcerário é preso durante barreira policial, em Criciúma

O homem estava foragido do Sistema Carcerário de Araranguá desde novembro de 2018.

A maior conquista do Tigre vira um livro

Escrito pelo jornalista e radialista Jota Éder, obra estará disponível, em formato digital, a partir do dia 2 de junho.

Detentos que fizeram rebelião em Criciúma devem responder por quatro crimes

Envolvidos devem responder por ao menos quatro tipos de crime: extorsão mediante sequestro, motim, roubo qualificado e dano ao patrimônio público.

Mulher é presa após abordagem da Polícia Militar de Tubarão

A jovem, de 27 anos, possui 17 Boletins de Ocorrência em seu nome e um mandado de prisão em seu desfavor.