Geral

Na luta para sobreviver, içarense busca apoio para tratamento em Porto Alegre

Em tratamento hospitalar em Criciúma e com a doença em estágio avançado, a família busca agora, por alternativas em um hospital em Porto Alegre (RS).

Divulgação

Há quase um mês diagnosticado com tuberculose intestinal (infecção causada pelo bacilo da tuberculose), o morador do bairro Presidente Vargas, em Içara, André Luis dos Santos Xavier, 40 anos, luta para sobreviver. Em tratamento hospitalar em Criciúma e com a doença em estágio avançado, a família busca agora, por alternativas em um hospital em Porto Alegre (RS).

“A ideia é de fazer a transferência pelo SUS, mas caso não consiga, as despesas via particular são altas. A família pede ajuda. Uma vakinha online busca arrecadar dinheiro, já estamos vendendo rifas e vamos organizar eventos na tentativa de conseguir dinheiro para custear o tratamento”, informa a amiga da família, Jamila Satiro.

Os blocos da Ação Entre Amigos já estão nas ruas e irá sortear diversos prêmios. Cada bilhete tem o valor de R$ 5,00, com sorteio no dia 23 de setembro, às 19 horas, por meio de uma live pelo Instagram @mila.preciosasartes. “A venda da rifa está fraca ainda estamos com vários bilhetes. Quem puder colaborar e nos ajudar a vender ou até mesmo comprar irá ajudar muito”, pede Jamila. Interessados em ajudar podem entrar em contato pelo telefone (48) 9 9978 6350.

Com informações do Portal Litoral Sul

Notícias Relacionadas

Estado garantirá tratamento anual de R$ 2,7 milhões a criança de Laguna com AME, decide TJ

De acordo com os autos, a perícia médica comprovou que a criança, natural de Laguna, precisa do remédio e que inexiste, na rede pública de saúde, tratamento para a doença.

Psicologia auxilia no combate ao tabagismo

Painel desenvolvido com apoio da Fapesc recebe inscrições para projetos sociais e de retomada econômica em SC

Com o sistema, será possível acompanhar todo o percurso do dinheiro até o impacto social do investimento. A intenção é, além de incentivar a solidariedade, dar mais transparência às doações durante a pandemia.

Com apoio da Fapesc, startup catarinense vai produzir tecido pulmonar in vitro para testes de Covid-19

O material servirá para analisar a ação do novo coronavírus no pulmão, assim como confirmar a eficiência de medicamentos na cura da doença.