Geral

“Não é verdade, o Instituto Murialdo não vem para cá”, afirma prefeito de Orleans; VEJA VÍDEOS

Em audiência pública, representantes do ILEM também pediram revogação do decreto de desapropriação de 34 hectares

Sul In Foco

Durante a audiência pública realizada nesta quarta-feira (15), na Câmara de Vereadores, o prefeito Jorge Koch e representantes do Instituto Leonardo Murialdo (ILEM) apresentaram os projetos para a área de 34 hectares localizado no Bairro Murialdo.

Dando início a audiência pública o padre Vilcionei Baggio falou da atuação do ILEM em Orleans. “Com toda certeza, posso afirmar: Orleans não seria a mesma sem a presença dos padres e dos irmãos josefinos”, ressalta o padre. Vilcionei também apresentou a intenção do ILEM em investir na educação do município. “Queremos disponibilizar para Orleans educação humanizada e com responsabilidade social”, comenta.

“Com toda certeza, posso afirmar: Orleans não seria a mesma sem a presença dos padres e dos irmãos josefinos.”

O representante da JS Empreendimentos falou da parceria com o ILEM para a realização do loteamento e apresentou o projeto elaborado para a região.

Projetos apresentados:

Divulgação

O prefeito Jorge Koch também teve a palavra durante a audiência pública e destacou que desde 2015 há uma lei que torna o Bairro Murialdo uma área de interesse cultural, ou seja, uma área em que não se poderia fazer algo que não fosse cultura e educação.

“Eu não seria louco em querer desapropriar uma área sem o devido pagamento que ela merece”, diz o prefeito.

Jorge Koch também apresentou o projeto que a prefeitura tem para a área do Bairro Murialdo.

Eu fui eleito por quatro anos para defender os interesses da cidade de Orleans sem ferir nenhuma outra instituição, apenas defender os interesses  da cidade em que eu vivo”.

O prefeito ainda destacou que uma parte dos hectares ficará para o Instituto Murialdo.

“Esses 180 lotes que vai ficar para o loteamento do seminário valem muito mais do que os 500 lotes que eles apresentaram”.

Jorge Koch ainda destaca que quer mostrar a verdade dos fatos e o padre Vilcionei responde a declaração do prefeito.

“Não é verdade. O Instituto Murialdo não vem para cá”, afirma o prefeito.

 

“Se quiser continuar negociando, vamos negociar sem dificuldade é só revogar o decreto”, responde o padre Vilcionei.

Após as falas, a audiência foi encerrada e a prefeitura se colocou à disposição para conversar com os representantes do ILEM.

Saiba mais:

“Estamos sendo tocados como cachorros perigosos”, diz padre sobre decreto de desapropriação emitido pela prefeitura de Orleans

Projeto de futuro loteamento pode render até R$ 35 milhões ao josefinos em Orleans 

Centro Educacional Meta não será afetado com decreto de desapropriação de área de seminário em Orleans 

Juíza nega mandado de segurança que pede anulação de decreto de desapropriação em Orleans 

Audiência pública apresenta projeto para o futuro de Orleans 

Notícias Relacionadas

Apoio ao candidato Vitorassi para eleição da Coorsel se intensifica durante reuniões com associados

Na noite de hoje (16), às 19h30min, os associados da comunidade de São Gabriel são convidados a participarem do encontro com os candidatos, em Treze de Maio.

Ex-secretário de Administração de Orleans e empresa tem bens bloqueados

Segundo o Ministério Público, Eduardo Bertoncini era responsável pela pasta na gestão do ex-prefeito Marco Antônio Bertoncini Cascaes

Índices de crimes caem bruscamente em Orleans

Segundo dados divulgados pela Polícia Civil, houve redução de 300% dos crimes de roubo e quase 30% do número de furtos.

Três pessoas são presas em Tubarão ao pedir doações para entidade que não existe

Os suspeitos foram presos por estelionato na tarde desta segunda-feira (23)