Esporte

No Dia Internacional da Mulher, aos 17 anos, goleira de Criciúma realiza sonho de disputar Taça Libertadores da América

Josianne está na competição defendendo a equipe do Avaí/Kindermann ao lado da goleira Bárbara da Seleção Brasileira

Divulgação

O futebol feminino tem crescido no Brasil e no mundo e junto a esse crescimento aumenta o número de mulheres que sonham em se tornarem atletas profissionais da modalidade. Há pelo menos dez anos, Josianne da Silva Lopes, natural de Jaraguá do Sul, despertava esse sonho em seu coração.

Talvez ela só não imaginasse que isso aconteceria aos 17 anos, em uma Taça Libertadores da América. A goleira de Criciúma defendeu o time do Avaí/Kindermann no Campeonato Brasileiro Sub-18 neste ano e recebeu uma oportunidade na equipe principal na maior competição do continente americano.

Porém, antes de chegarmos nesse momento épico na carreira da goleira “Josi”, como é conhecida, precisamos explicar o porquê de ser tão difícil alcançar esse patamar aos 17 anos. Há menos de dois anos, defendendo a Fundação Municipal de Esportes (FME) de Criciúma nos Joguinhos Abertos de Santa Catarina, a arqueira sofreu uma lesão no ligamento cruzado e ficou um bom período afastada dos gramados.

A força de vontade e superação credenciaram a atleta a realizar um de seus principais sonhos, que é disputar uma grande competição e estar ao lado da goleira da Seleção Brasileira. “É um sentimento gratificante, está sendo uma experiência incrível para mim estar aqui ao lado dela (Bárbara), pela experiência que ela tem e por estar jogando uma Libertadores ao lado dela, que antes só via pela TV. Só tenho de agradecer por esse momento maravilhoso que estou vivendo”, destaca Josi.

Os sonhos não param por aí. Sabendo de seu potencial e com determinação, a goleira de Criciúma almeja voos ainda maiores no mundo da bola. “Um dos meus maiores sonhos é ser convocada para a Seleção. Espero estar vivendo desse esporte incrível que amo, de muitos títulos e aprendizados que nos proporciona”, comenta.

A equipe do Avaí/Kindermann está no grupo B da Taça Libertadores da América Feminina, ao lado de Deportivo Trópico, da Bolívia; Boca Júniors, da Argentina, e o Santiago Morning, do Chile. Ao todo são 16 times na competição, sendo dois classificados de cada chave para às quartas de finais, após disputa de turno único, com todos se enfrentando dentro da chave.

Mesmo ainda no início de uma trajetória vitoriosa, Josi já tem propriedade para incentivar novas atletas a seguirem lutando firme por seus objetivos. “Que nunca desistam dos seus sonhos, independente da dificuldade que é, que seja forte porque lugar de mulher é onde ela quiser. E principalmente tenha fé em Deus”, finaliza.

Notícias Relacionadas

Vulcão que poderia causar tsunami no Brasil entra em erupção; veja vídeos

Erupção até o momento é de pequeno porte e não há qualquer alerta de tsunami

Vagões carregados de carvão descarrilham e tombam em Tubarão

A ocorrência foi registrada na tarde deste sábado, dia 18, no bairro Congonhas.

Criciúma apresenta o menor índice de casos ativos de Covid-19 entre as maiores cidades do estado

Os dados são do Boletim Epidemiológico de Santa Catarina registrados nessa sexta-feira, dia 17.

Capotamento de veículo resulta em vítima com perna presa às ferragens na BR-101, em Imbituba

O Corpo de Bombeiros fez estabilização do veículo, a extração da vítima das ferragens e o atendimento pré-hospitalar.