Saúde

No mês do Dia dos Pais, médico faz alerta para a saúde do Homem

Homens ainda são minoria na prevenção de doenças.

Divulgação

A cultura brasileira ainda coloca os homens em uma posição de despreocupação com sua saúde e integridade física. O número de feridos em acidentes de trânsito, diagnósticos tardios de doenças, maus hábitos alimentares e a baixa procura por cuidados médicos comprovam que as mulheres ainda são maioria na hora de cuidar da saúde.

Segundo a última pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 71,2% dos entrevistados haviam se consultado com um médico pelo menos uma vez no último ano. Sendo que, desta porcentagem, 78% eram mulheres, contra 63,9% de homens.

No mês dos pais, o alerta para este assunto é sempre uma boa maneira de orientar a população. De acordo com um dos médicos parceiros do Itesc de Araranguá, o gastrocirurgião Dr. Rafael Osterman, o descaso com a realização de consultas periódicas e exames é um dos principais fatores que geram diagnósticos de doenças em estágios mais avançados.

“No caso dos homens, o câncer de pulmão e o de próstata se destacam por serem os mais frequentes, seguido pelo câncer colorretal (câncer de intestino). O Trauma, causado por acidentes, também é maior no público masculino, pois esse grupo se expõe mais a alta velocidade e a violência urbana”, comenta o especialista. A prevenção sempre é o melhor caminho e é preciso que as famílias ajudem os homens em que convivem a fazer consultas anuais.

“Existe um ditado que diz que “santo de casa não faz milagre”, então por isso é tão complicado a família ajudar na conscientização. Mas é preciso continuar falando, fazendo campanhas e conscientizando os homens da importância dos cuidados com sua saúde”, diz o médico.

A famosa cultura de “é melhor não saber” segue sendo a maior negligência no público masculino, conforme o médico. “A prevenção é o caminho menos doloroso, mais barato e com mais possibilidade de controlar determinadas doenças. Talvez nesse Dia dos Pais os filhos possam presentear seus heróis com aquilo que mais importa: a saúde. Converse com seus pais e procurem caminhos para facilitar o acesso à saúde. Esse sempre será o melhor presente”, complementa Osterman.

Notícias Relacionadas

Secretaria de Saúde de Criciúma reforça chamado de gestantes, puérperas e crianças para vacinação contra influenza

Agentes Comunitários de Saúde visitarão as residências para monitoramento e intensificação de informações por causa da baixa adesão à campanha nacional

Justiça confirma resultado de licitação que gerou economia de R$ 12 milhões pela Saúde do Estado

A licitação foi realizada pela Secretaria da Saúde para fornecimento de ventilação domiciliar e tratamento de oxigenoterapia a pacientes catarinenses.

No mês de aniversário do ECA, Conselho Tutelar de Lauro Müller faz resumo da história e ações no município

Para lembrar e celebrar o aniversário do ECA, o Conselho Tutelar de Lauro Müller montou um histórico das ações realizadas desde 1994, ano de criação do órgão no município.

Santa Catarina cria mais de 10 mil novas vagas de emprego em julho, recorde histórico para o mês