Cultura

Noite de Cinema com filmes produzidos em Orleans será nesta sexta-feira

Orleans terá uma Noite de Cinema com a reprodução de filmes produzidos no próprio município. O evento será realizado nesta sexta-feira (22), no restaurante Villa Maria, no bairro Rio Belo, às 20 horas. Serão apresentados os audiovisuais “Heróis de Nossa Terra” e “Jack Sparrow e o Tesouro do Morro da Igreja”. A entrada custa R$ 10. Haverá rodízio de pizza no local, mas  a bebida e a comida não estão inclusas no ingresso.

Conforme um dos organizadores do evento, Alexandro Veronesi, ainda há vagas disponíveis para participar da Noite de Cinema. Os pontos de venda dos ingressos são Padaria Mazzucco, diretoria Assoveor, Hot Dog do Adilson e Restaurante Villa Maria. As vagas, entretanto, são limitadas. Os audiovisuais foram feitos pelo projeto Oba Cinema e o evento de exibição está sendo organizado pela Associazione Veneta di Orleans e Regione – Assoveor.

Os filmes

“Heróis de Nossa Terra”, conforme Veronesi, documenta a vida dos imigrantes italianos nas colônias da região Sul de Santa Catarina. O trabalho foi feito pelos alunos formados na primeira Oficina de Atores de Orleans, realizada pela Assoveor e pela CineBrasil Produҫões.

“O filme mostra a vida dos imigrantes italianos desde a vida na Itália até os momentos difíceis que viveram em Orleans. Este é o primeiro trabalho cinematográfico feito no município sobre os imigrantes italianos, é um fato importantíssimo”, afirmou Veronesi. O média metragem foi gravado em dezembro de 2014 e escrito, produzido e dirigido por Anderson Lourenҫo e Alexandro Veronesi. A segunda produção, por sua vez, trata-se de um curta metragem, gravado em abril deste ano.

Nele será mostrada uma das aventuras do capitão Jack em solo brasileiro. “Enquanto navega em seu navio, o Pérola Negra, aporta numa das belas praias da nossa região: Laguna, onde fica sabendo da lenda do tesouro escondido nos costões da serra. Neste local, fica a trilha dos tropeiros, por aonde mercadores vindos do porto de Laguna ou do mar transportam mercadorias. A trilha também poderia ter sido usada por piratas ou religiosos para esconderem ouro”, conta o organizador.

A lenda é contada por um bêbado. Ele mostra o mapa ao Jack, que o rouba. “Jack decide buscar este tesouro, usando um velho mapa, mas é perseguido pelo homem que lhe contou a história, um assassino cruel. O bêbado também é um pirata e roubou o mapa de outros. Agora deseja vingança por ter sido enganado pelo capitão, que o embebedou para depois roubar o mapa”. O audiovisual foi escrito por Roni Peterson, que interpreta o capitão Jack. Já o roteiro e a produção são de Alexandro Veronesi e a direção de Anderson Lourenҫo.

  • e5f5d67dacf71789811d752f1527e17c
  • 55caa7b5992a7df37eb38876eb967b46
  • c9f9b36ad35a0c50d99220ed538546df