Geral

Nova Veneza decreta situação de emergência

Entre os motivos estão o desabastecimento de combustível na cidade que afeta os serviços públicos.

Foto: Cris Freitas

O prefeito de Nova Veneza, Rogério Frigo, decretou situação de emergência na manhã desta segunda-feira, dia 28, devido aos impactos da greve dos caminhoneiros. Entre os motivos estão o desabastecimento de combustível na cidade que afeta os serviços públicos.

“Nós reunimos o secretariado para fazer um levantamento para avaliar a atual situação de cada pasta. A situação é crítica e precisamos tomar medidas para viabilizar apenas os serviços essenciais”, comentou o prefeito.

De acordo com o gestor, na Secretária de Educação as aulas e o transporte escolar serão mantidos até a quarta-feira, dia 30. Na sexta-feira, dia 1º ficou definido como ponto facultativo. Os pais e responsáveis precisam ficar atentos a pequenas alterações de paradas ou trajetos. O transporte noturno para universidades continua suspenso.

A Secretaria de Saúde mantém os trabalhos normalmente, inclusive nas Estratégias de Saúde da Família (ESFs), até a próxima quarta-feira, dia 30. Somente as unidades de São Bonifácio e Vila Maria continuam fechadas. Já os serviços essenciais serão disponibilizados com o transporte de pacientes para hemodiálise, quimioterapia e radioterapia. O Plantão funcionará somente para urgência e emergência.

Na secretaria de transportes, obras e serviços urbanos as atividades também estão canceladas. Somente o serviço essencial de coleta de lixo. Assim como as demais secretarias mantém somente os serviços internos.

E na Afave, os encontros de clubes de mães serão mantidos apenas nas comunidades onde residem as monitoras. Os encontros da Terceira Idade também serão cancelados.

Colaboração: Cris Freitas – Assessora de Comunicação da Prefeitura de Nova Veneza

Notícias Relacionadas

Município e HNSC celebram convênio de R$ 1,8 milhão para custeio de atendimentos na emergência

Os recursos serão destinados ao setor de emergência da instituição.

TRF4 manda afastar do cargo prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, preso na Operação Chabu

Determinação é que fique 30 dias fora das funções e não faça contato com demais suspeitos de envolvimento na operação. PF investiga a violação de sigilo de operações policiais

Garis participam de café comemorativo com prefeito em celebração ao dia da profissão

O prefeito Valdir aproveitou a oportunidade para agradecer aos colaboradores

Funcionários de hospital de Nova Veneza entram em greve por pagamento de salários

Segundo sindicato, apenas atendimento de emergência é realizado. Hospital deve R$ 70 mil da folha de pagamento de junho, conforme entidade.