Geral

Novo RG: sistema tem 300 inconsistências de dados na primeira semana do documento em SC

Cerca de 10 mil solicitações para a nova carteira de identidade já foram registradas no Estado

Divulgação

O sistema integrado que cruza dados de Santa Catarina a dados da Receita Federal identificou 300 inconsistências nas solicitações para a emissão do novo documento de identificação válido no Estado. A documentação, que contém apenas um número para o RG e CPF, foi solicitada 10 mil vezes na primeira semana de operação do serviço.

No último dia 08 de novembro, quando o novo RG foi lançado, 27 inconsistências já haviam sido detectadas. Porém, o Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina (IGP) afirma que ainda não é possível definir a natureza das inconsistências.

— Podem ser duplicidades, pode ser que um indivíduo tenha mais de um CPF cadastrado e, claro, podem ser tentativas de fraudes — explica a assessoria de imprensa do órgão.

Santa Catarina foi o primeiro Estado brasileiro a adotar o novo modelo de documentação e a expectativa é dificultar cada vez mais as falsificações e fraudes por meio de diferentes etapas de verificação, além de evitar a possibilidade de uma pessoa ter até 27 Carteiras de Identidade oficiais no Brasil, com números diferentes.

— Temos um ganho significativo no combate e eliminação de fraudes — afirma o diretor de Identificação do IGP, perito criminal Fernando de Souza.

Segundo o Governo do Estado, os documentos atuais não perdem a validade, por esse motivo a população não precisa buscar o documento com número unificado imediatamente.

O que é necessário apresentar para fazer o novo RG?

As pessoas que quiserem solicitar o novo RG junto ao IGP devem apresentar a certidão de nascimento, se forem solteiras, ou a certidão de casamento, se forem casadas, além do número do CPF e comprovante de residência.

As pessoas que já têm o documento de identificação emitido em Santa Catarina não vão perder a numeração. Segundo o IGP, o número antigo da Carteira de Identidade será impresso na parte interna do documento para que o cidadão possa apresentá-lo em caso de necessidade. Os atuais números de RG devem entrar em desuso gradualmente.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Vereadores de Lauro Müller aprovam Proposições, Requerimentos, Projetos de Lei e Projeto de Resolução

No Grande Expediente, oito vereadores aproveitaram para fazer seus pronunciamentos.

Satc Digital e Coopera firmam parceria para a aplicação do ensino corporativo

De forma gratuita, cinco cursos livres foram lançados nesta segunda-feira e estão disponíveis para a comunidade

Número de casos ativos de Covid-19 despenca em SC e índice é o menor em 17 meses

Dados mostram que o Estado vive um momento menos delicado da pandemia, e caminha para um processo de estabilização

Assistência Social de Criciúma entrega alimentos para instituições sociais no Parque das Nações

Ao todo, foram distribuídos 960 kg de carne, 1.500 kg de banana, 60 cestas básicas e 90 kits de legumes para 30 instituições