Geral

Número de eleitores no exterior cresce 39%, diz TSE

Em relação à idade, 14,41% tem entre 40 e 44 anos

Divulgação

O Brasil terá 39,21% a mais de brasileiros aptos a votar no exterior nas eleições de outubro.

De acordo com dados do cadastro eleitoral, 697 mil eleitores poderão votar para presidente da República e vice, única modalidade de votação para quem está fora do país. Em 2018, o país tinha 500 mil eleitores nessa situação. Os números foram divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no dia 15 de julho.

Conforme o TSE, o cadastro aponta ainda que número de eleitores no exterior aumentou 96,81% em relação às eleições de 2014, quando 354.184 eleitores estavam aptos.

Entre o total de pessoas aptas para votar fora do país neste ano, 59% são homens. Quanto à escolaridade, 42% (292,7 mil) têm curso superior completo.

Em relação à idade, 14,41% (100,4 mil) do eleitorado no exterior tem entre 40 a 44 anos. Em seguida, está a faixa etária entre 35 a 39 anos, que corresponde a 14,01% (97.6 mil).

O prazo para pedir para votar no exterior terminou em maio.

Com informações do Agência Brasil

Notícias Relacionadas

TSE aprova reserva de recursos para negros nas eleições de 2022

Critério de distribuição também deverá ser aplicado no tempo de TV

Mensagem sobre multa para quem não fizer biometria é falsa

Ricardo Guidi (PSD) ganha vaga de Ana Paula Lima (PT) na Câmara após liminar do TSE

O PT pediu a reanálise da questão após o primeiro turno das eleições, quando faltou apenas um voto para que o partido conseguisse eleger Ana Paula Lima.

TSE vai comprar 180 mil urnas para eleições de 2022

Valor do contrato é de R$ 799 milhões