Trânsito

Oito horas após provocar acidente que matou criança em SC, motorista ainda estava bêbado

Homem admitiu ter bebido após um baile e foi preso após alta médica

Divulgação

O motorista responsável por provocar o acidente que matou uma menina de cinco anos em Rio Negrinho na manhã deste domingo (19) estava bêbado. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), oito horas após o acidente o homem fez o teste do bafômetro e o resultado ainda deu positivo para a presença de álcool.

Ele foi preso em flagrante.

O acidente ocorreu por volta das 6h na BR-280. O carro Punto invadiu a contramão na altura do Km 134 e bateu de frente na Ecosport com placas de Joinville onde estava a menina, os pais e um irmão mais velha dela. Todos se feriram. A pequena chegou a ser socorrida com vida pelos bombeiros, mas não resistiu.

De acordo com a PRF, não foi possível fazer o teste de alcoolemia logo após o acidente porque a condutor do Punto precisou de atendimento médico. Pouco depois, os agentes estiveram na unidade de saúde para tentar fazer o bafômetro, mas novamente não foi possível porque o paciente aguardava por exames.

Às 13h30min, quando teve alta médica, o homem fez o teste que apontou 0,25 miligramas de álcool por litro de ar expelido. Para a PRF, o resultado após quase oito horas do acidente demonstra o quão bêbado estava o condutor no momento da batida. De acordo com a polícia, o homem admitiu ter ingerido álcool durante um baile.

O homem voltava para casa, em São Bento do Sul, no momento do acidente. No veículo com ele estavam mais três homens. Um deles foi socorrido inconsciente com traumatismo craniano.

A família na Ecosport seguia sentido Mafra, segundo os socorristas. O pai chegou a ficar preso às ferragens e precisou ser desercarcerado. O irmão de 10 anos também precisou ser levado ao hospital por causa de dores na região do quadril, em virtude do cinto de segurança. A mãe foi levada ao hospital com a filha que nao resistiu.

Quando os bombeiros chegaram na cena encontraram a pequena nos braços da mãe com traumatismo craniano e uma fratura exposta na testa. De acordo com a mãe, a menina estava na cadeirinha no momento do acidente, mas os bombeiros acreditam que não estava bem presa e, por isso, teria se ferido com tanta gravidade.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Carro bate em ciclista, mata idoso e motorista foge em SC

Acidente aconteceu por volta das 19h30 de domingo

Apesar da alta nos casos, SC tem menor taxa de letalidade por Covid-19 no Brasil

A taxa de letalidade considera o número de mortes em relação à quantidade de pessoas contaminadas

Colônia de Férias do Centro Educacional Meta iniciará nesta semana

A programação terá atividades diferenciadas todos os dias, tanto no período matutino quanto vespertino.

Número de grupos neonazistas em SC cresce 158% em 18 meses, diz pesquisadora

No Brasil, aumento foi de 270%, de acordo com reportagem do Fantástico; estimativa é que existam 530 células extremistas no país