Geral

Onze municípios de SC devem integrar a primeira Rota Turística do Tiro do país

Um dos objetivos, segundo o projeto de lei que tramita na Alesc, é atrair atiradores, colecionadores e caçadores ao Estado

Divulgação

Onze municípios catarinenses podem integrar a primeira Rota Turística do Tiro do país. A criação desse roteiro é a pauta de um projeto de lei que tramita na Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Um dos objetivos, segundo a proposta, é incentivar a prática e atrair atiradores, colecionadores e caçadores ao Estado.

Conforme a proposta, a “Rota” inclui Joinville, passando por Araquari, Jaraguá do Sul, Pomerode, Timbó, Blumenau, Rio do Sul, Brusque, Balneário Camboriú, São José e finalizando em Florianópolis. Contudo, mais cidades podem fazer parte do roteiro.

O projeto seria votado na semana passada, mas o presidente da Comissão de Turismo, Ivan Naatz, solicitou uma audiência pública para discutir o tema. A medida já recebeu parecer favorável da Comissão de Constituição e Justiça. A discussão ocorreu na terça-feira (12).

Participaram representantes de clubes de tiros, caçadores e atiradores, membros de sociedades culturais e políticos. O texto foi apresentado em outubro do ano passado pelo deputado Sargento Lima (PL).

Segundo o parlamentar, muitos municípios de Santa Catarina têm deficiência de atrações turísticas. O projeto espera suprir essa ausência em locais onde existe ligação com a prática do tiro.

— A principal demanda desse projeto é a inclusão. Somos um Estado em que são compradas de 25 a 30 armas por dia e que tem uma tradição na prática que vem da descendência ítalo-germânica — disse.

O número de venda de armas cresceu mais de 300% em 2021 em comparação a 2018. Naquele ano, uma média de oito armas foram registradas diariamente no primeiro semestre – um total de 1.489 registros. Já em 2021, 35 registros foram contabilizados por dia entre janeiro e junho.

Durante a audiência foi reivindicado que o projeto passasse a incluir convênios entre entidades ligadas ao esporte e ao turismo com o setor público. Segundo a assessoria do deputado Lima, o texto será modificado para atender essa demanda.

Uma nova audiência pública para discutir o projeto deve ocorrer em Blumenau nos próximos dias.

Foto: Divulgação

Projeto quer dar visibilidade a eventos de tiros

A proposta prevê também visibilidade aos eventos de tiro que acontecem em Santa Catarina e o fortalecimento de escolas e clubes voltados a essa prática.

O Estado sedia eventos como a festa dos atiradores (Schützenfest) em Jaraguá do Sul, a Shot Fair Brasil, maior evento de negócios do setor no país, realizada em Joinville; o Congresso de Operações Especiais (COP Internacional), em Florianópolis; e a Texas Expo Tiro, em Balneário Camboriú.

Se o projeto for aprovodo, cada um dos municípios integrantes receberá uma placa de trânsito indicando que ele faz parte da rota.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Ventania tomba caminhão na Serra do Rio do Rastro: velocidade do vento chegou a 157 km/h

Ninguém se feriu. Por conta da previsão de mais vento forte nesta quarta, a Serra do Rio do Rastro foi fechada.

Previsão de neve segue em SC nesta quarta-feira e pode ocorrer em outras regiões do estado

Além da Serra, partes mais altas do Oeste e Norte também podem registrar fenômeno, segundo Epagri/Ciram. Na terça, flocos foram vistos pela manhã e à noite.

Caminhão cai em rio após ponte quebrar no interior de Orleans; veja vídeo

Acidente foi registrado na tarde desta terça-feira, dia 17, e as causas serão apuradas.

Neve cai pela segunda vez em Santa Catarina nesta terça-feira; veja vídeo

Fenômeno já havia sido registrado pela manhã. Condição favorável segue até madrugada de quinta-feira, segundo Epagri/Ciram.