Geral

Orleans lança Programa Refis e facilita renegociação de dívidas com a Prefeitura

Começou essa semana o programa de refinanciamento para os contribuintes, que podem ter até 85% de desconto para pagamentos à vista. Quitação parcelada também tem escalas de abatimentos nos juros e multas.

Divulgação/Prefeitura de Orleans

Os vereadores aprovaram e já está em vigor a Lei 2.919 que institui o Programa de Regularização Fiscal (Refis) de Orleans. Os contribuintes com pendências nos tributos e taxas municipais podem negociar os débitos com descontos de até 85% em multas no pagamento à vista. O objetivo do programa é oferecer condições especiais para que os contribuintes e empresas que possuem dívidas de tributos com o município possam regularizar sua situação.

O prefeito Jorge Koch ressalta que o Refis não traz mais vantagens em relação a quem paga os impostos corretamente em dia, mas é uma oportunidade excelente para quem precisa regularizar a situação fiscal. “Não há abatimento sobre o total da dívida. O que se concede são descontos parciais sobre juros e multas”, explica.

Para a opção de pagamento em parcela única o desconto previsto para juros e multas é de 85%. Já para o parcelamento em até cinco vezes a redução será de 75%. O total máximo de prestações deverá ser de 12 parcelas, neste caso o desconto será de 65%.

O projeto também prevê as regras para adesão ao Refis. O contribuinte deverá requerer a adesão ao programa dentro das regras definidas. A adesão implicará na confissão de dívida e na suspensão dos prazos de prescrição, entre outras condições.

Segundo dados da Secretaria de Fazenda o valor que a prefeitura tem para receber chega a R$ 2.788.523,10. O vice-prefeito Mário Coan lembra que a ideia do Refis é viabilizar que todos possam pagar suas dívidas contraídas antes de 31 de dezembro de 2018, lembrando que é “uma grande oportunidade que a Prefeitura de Orleans está oferecendo”.

Importante:
♦ Os percentuais citados para parcelamento referem-se a adesão efetuada até 20 de dezembro de 2019;

♦ O benefício previsto na lei alcança débitos já parcelados anteriormente, e somente poderá ser requerido e concedido até 28 de fevereiro de 2020;

♦ O contribuinte optante pela adesão ao programa que deixar de cumprir o parcelamento deferido com base nesta lei, não poderá mais aderir a novo programa de recuperação fiscal que eventualmente seja concedido no futuro.

Notícias Relacionadas

Governo Municipal divulga calendário para cadastramento relativo ao saque do FGTS dos atingidos pelas chuvas de maio

O atendimento será realizado a partir da próxima terça-feira (22), seguindo até sábado (26), no Centro de Múltiplo Uso, na rua Humberto Salvan, no bairro Esperança.

Ex-secretário de Administração de Orleans e empresa tem bens bloqueados

Segundo o Ministério Público, Eduardo Bertoncini era responsável pela pasta na gestão do ex-prefeito Marco Antônio Bertoncini Cascaes

Apoio ao candidato Vitorassi para eleição da Coorsel se intensifica durante reuniões com associados

Na noite de hoje (16), às 19h30min, os associados da comunidade de São Gabriel são convidados a participarem do encontro com os candidatos, em Treze de Maio.

Comodidade e economia: empresa de Orleans oferece serviço “delivery” no comércio de baterias

Há 46 anos, VR Baterias atende toda linha automotiva, agrícola e de transporte de cargas com economia de até 30% na compra de baterias Helux, marca própria.