Saúde

Paciente de Imbituba não tem coronavírus

Uma moradora de Imbituba, de 28 anos, deu entrada no Hospital São Camilo, na manhã desta sexta-feira (13), com suspeita de coronavírus.

Divulgação/Prefeitura de Imbituba

Uma moradora de Imbituba, de 28 anos, deu entrada no Hospital São Camilo, na manhã desta sexta-feira (13), com suspeita de coronavírus. A paciente apresentava os sintomas semelhantes à doença. Por medida de segurança, ela foi internada em isolamento.

No período da tarde, a Vigilância Epidemiológica de Imbituba descartou a suspeita do caso. Segundo a coordenadora do órgão municipal, Susana Souto, depois da investigação feita entre aos contatos da paciente, a possibilidade foi totalmente descartada para o coronavírus.

“Mesmo assim, vamos continuar monitorando a paciente. Inclusive, foi feita a coleta de material para exames como o vírus influenza. Ela já recebeu alta e está em casa tratando dos sintomas apresentados”, disse a Coordenadora da Vigilância Epidemiológica Municipal.

Na tarde desta sexta-feira, o Prefeito de Imbituba, Rosenvaldo da Silva Júnior, reuniu representantes da vários seguimentos da sociedade para tratar das medidas de prevenção ao coronavírus. Além das equipes do Poder Executivo Municipal, o encontro reuniu representantes do Hospital São Camilo, da SCPAR Porto de Imbituba, da Defesa Civil Municipal e da Câmara de Vereadores.

Ficou definido que, a partir da próxima segunda-feira (16), um decreto municipal será publicado proibindo aglomerações em locais fechados com mais de cem pessoas e, em locais aberto, com mais de 250 pessoas. Alguns eventos municipais também serão suspensos.

“Adotando todas as medidas de prevenção. Por isso, ficou definido que, a partir de segunda-feira, estaremos suspendendo todas as atividades da Diretoria Municipal de Esportes (DME). Estão suspensos os nossos programas, como o Comunidade Ativa, que atende cerca de 500 idosos, as escolinhas de contraturno escolar e as competições, entre elas, o Citadino de Futsal”, relatou o Diretor Municipal de Esportes, Norton Evaldt.

Com relação ao atendimento no Hospital São Camilo, os representantes da direção pediram que a comunidade filtre as informações recebidas pelas redes sociais. Dessa foram, será possível evitar a aglomeração na emergência da entidade e, assim, diminuir o risco de contágio de outras doenças.

“Se você está com febre no termômetro, acima de 38 graus, com dor de garganta intensa e com dificuldade na respiração, é importante que o primeiro atendimento seja feito no posto de saúde. Afinal, é pior ficar aglomerado em pronto-socorro, porque, lá, você estará mais propenso a contrair outras doenças”, orientou o médico do Hospital São Camilo, Sérgio Moraes Branco.

Também ficou definido em reunião que, neste momento, as aulas não serão suspensas. E que, a partir da próxima semana, serão implantadas no município, barreiras sanitárias, principalmente, nos postos de combustíveis. Os locais recebem, diariamente, caminhões de várias partes do país em direção ao Porto de Imbituba.

“Eles vêm de São Paulo, do Mato Grosso, de várias cidades do Brasil. Com as barreiras sanitárias, identificaremos as pessoas, quem está doente e precisa de atendimento. Assim, poderemos evitar a entrada de visitantes com a suspeita de terem contraído o coronavírus”, enfatizou o Prefeito de Imbituba.

Notícias Relacionadas

Coronavírus em SC: Governador planeja retomada gradativa da atividade econômica e projeta 713 novos leitos de UTI

O objetivo é adequar as medidas de isolamento à necessidade dos catarinenses com segurança.

Prefeito de Nova Veneza assina decreto de formação da Comissão de Acompanhamento, Controle, Prevenção e Monitoramento ao Coronavírus

Nova Veneza não tem casos confirmados da doença, apenas pessoas em isolamento domiciliar que já foram acompanhados, mas devem permanecer em quarentena pois chegaram de viagem.

Santa Catarina registra dois novos casos de coronavírus e divulga plano de contingência para enfrentar a doença

Correntista de Imbituba receberá com juros e correção valor retirado da conta sem sua autorização

Sem seu conhecimento e autorização, em janeiro de 2015, R$ 19 mil foram transferidos de seu domínio para a conta de outra pessoa.