Segurança

Pai de santo é investigado por estupro durante ritual em Capivari de Baixo

Vítima é uma menina de 11 anos e o crime foi cometido sob o pretexto de que seria feita uma limpeza espiritual.

PC Polícia Civil

Foto: Divulgação

Um crime registrado em Capivari de Baixo deixou em choque moradores da região. Um homem de 43 anos foi preso acusado de estupro de vulnerável. O acusado era pai de santo e teria feito sexo com uma menina de 11 anos sob o pretexto de que faria uma limpeza espiritual. A polícia investiga se há mais vítimas.

Após receber denúncia, a Polícia Civil instaurou inquérito para apurar a suspeita. Após a realização de algumas diligências, representou pela decretação da prisão temporária do suspeito, obtendo parecer favorável do Ministério Público. O Poder Judiciário da comarca de Capivari de Baixo decretou a prisão do suspeito. Ele foi capturado pela equipe do Núcleo de Investigação e Análises criminais (Niac/PCSC) e encaminhado ao Presídio Regional Masculino de Tubarão.

As investigações são coordenadas pelos delegados Vandilson Moreira da Silva e Gabriela Tisot Fruet. Agora, conforme informações do Dário do Sul, os policiais tentam descobrir se o acusado fez outras vítimas e pedem que procurem a Delegacia de Capivari. O inquérito policial será concluído nos próximos dias e remetido ao Judiciário e ao Ministério Público.

Notícias Relacionadas

Polícia Civil apresenta dados positivos na repressão de roubos em Criciúma com prisões realizadas e criminosos identificados

Comparado com 2018, os dados indicam redução de roubos com uso de arma de fogo, roubos em residência e roubos com mais de três autores, com estabilização da quantidade de roubos gerais.

Morador é executado com cinco tiros em Criciúma

Segundo informações, a vítima saiu recentemente do presídio e possui passagens por pedofilia e estupro de vulnerável.

Polícia Civil cumpre mandados contra suspeitos de latrocínio em Sombrio

Polícia Civil indicia e prende homem suspeito de realizar dois roubos armados em Criciúma

Os crimes investigados ocorreram no fim de janeiro deste ano, ambos no bairro Jardim Maristela