Norte

Pai é preso suspeito de agredir bebê de 3 meses em Camboriú

Menina está hospitalizada e deve ser entregue à rede de proteção à criança.

Foto: Divulgação / Click Camboriú

Um homem foi preso suspeito de agredir a filha de três meses na madrugada desta quarta-feira (24) em Camboriú, no Litoral Norte. Um laudo do Instituto Geral de Perícias – IGP apontou lesões graves.

A menina foi levada ao hospital pelo pai e a mãe, com dificuldade para respirar. Os médicos identificaram ferimentos na boca e desconfiaram da história contada pelo pai, de que acordou com a menina desta forma.

Segundo o conselheiro tutelar que atendeu a ocorrência, os ferimentos eram evidentes. “Em um laudo preliminar do médico, ele relatou que teve até uma questão de deslocamento da língua da criança, ela estava muito machucada na parte externa da boca, muito roxa e a parte interna também. Ela foi encaminhada para exame do Instituto Médico Legal – IML pelo Conselho Tutelar e após isso será encaminhada para rede de proteção do município de Camboriú”, disse o conselheiro Bruno Moré.

A Polícia Militar foi chamada e levou o pai para delegacia por suspeita de tentativa de homicídio. Na Polícia Civil, foi preso em flagrante por lesão corporal e violência doméstica.

Segundo o delegado, a mulher havia pedido a separação e, para se vingar, o marido agrediu a bebê.

Ele havia sido preso outras duas vezes depois de ser denunciado pela mulher por violência doméstica. Na tarde desta quinta-feira (25), em uma audiência de custódia, será definido se ele continuará detido.

Com informações do site G1/SC

Notícias Relacionadas

Morador é executado com cinco tiros em Criciúma

Segundo informações, a vítima saiu recentemente do presídio e possui passagens por pedofilia e estupro de vulnerável.

Idoso fica gravemente ferido após ser agredido com capacete em Lauro Müller

Familiares também foram ameaçados por agressor. Com o acusado, a Polícia Militar encontrou drogas.

Criminosos invadem residência e agridem casal de idosos, em Gravatal

Dois morrem após colisão frontal entre motocicletas na SC-108, em Orleans

Mikael Fraga Claudino, de 22 anos, e Nelson da Silva, de 40 anos, pilotavam as motocicletas e não resistiram aos ferimentos.