Segurança

Pai que abusava da filha é condenado a mais de 35 anos de prisão no Alto Vale do Itajaí

O homem teve prisão preventiva decretada

Divulgação

Um homem que abusava da própria filha foi sentenciado por estupro de vulnerável e estupro qualificado, nesta quarta-feira (2), em Taió, com pena de 35 anos, cinco meses e 18 dias de prisão. Ele não terá o direito de recorrer da sentença em liberdade. A vítima, que era menor de idade, sofreu os abusos durante dois anos dentro da casa da família.

Durante o processo, que tramita em segredo de justiça, a vítima chegou a pedir um novo depoimento para desmentir que os estupros tivessem acontecido. Porém, de acordo com o juiz Jean Everton da Costa, não há dúvidas de que os crimes ocorreram.

A tentativa da menina de recuar na denúncia se deve ao fato de o pai ser a principal fonte de renda da casa, o que teria deixado a família em dificuldades financeiras com a prisão do acusado.

A vítima também não recebeu apoio familiar durante o processo. A mãe teria negado a existência dos abusos, que ocorriam enquanto ela saía para trabalhar.

A menina foi encaminhada para tratamento psicológico imediato na rede pública e, por determinação do juiz, que decidiu tratar o caso com urgência, não deve passar por filas de espera para receber o atendimento.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Lojas de materiais de construção e óticas poderão abrir em SC neste fim de semana

Serviços foram enquadrados como "atividades essenciais" após reunião de equipes da Vigilância Sanitária com forças de segurança e poderão abrir no fim de semana

Tráfego de veículos na Serra do Rio do Rastro segue com bloqueios em março

Aos finais de semana e feriados, o trânsito será liberado.

Hospital Nossa Senhora da Conceição está sem leitos de UTI e enfermaria disponíveis

O boletim recente emitido pelo HNSC mostra que 100 pacientes estão internados na instituição, entre casos suspeitos e confirmados. São 88 casos confirmados (24 em UTI adulto, 01 em UTI pediátrica, 49 em enfermaria e 14 aguardando leito de UTI) e outros 12 em enfermaria aguardando resultado de exames (01 em UTI pediátrica e 11 em enfermaria)

Hospital Santa Otília está com três leitos ocupados

Três pacientes estão dependendo de respiração mecânica no setor de emergência