Norte

Pai que esqueceu bebê no carro em SC é solto após pagar fiança e será indiciado por homicídio culposo

Menino foi deixado no veículo na manhã desta sexta e morte foi confirmada à tarde.

Foto: Divulgação

O pai do bebê de 10 meses que morreu após ser esquecido em um carro, no Centro de Itajaí, na região do Vale, foi liberado após pagamento de fiança, na sexta-feira (8). Segundo a Polícia Civil, o inquérito foi encerrado e ele foi indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

De acordo com o delegado regional, Márcio Luiz Colatto, o homem preso em flagrante, foi liberado após o pagamento de fiança estipulada no valor de um salário mínimo.

“O procedimento foi de outro delegado pela decisão da liberação. É uma fundamentação jurídica prevista para esse tipo de ocorrência, onde a pena já está na perda do filho e ocorreu por causa de uma culpa já existente pelo fato, uma pena abstrata aplicada, que é a pena moral. Fica agora sob a avaliação do Poder Judiciário”, explicou Colatto.

Carro fechado

Segundo os bombeiros de Itajaí, a vítima foi deixada dentro de um carro com os vidros fechados na manhã de sexta. A guarnição não foi acionada para auxílio no local. O menino chegou a ser levado para o Hospital Marieta Konder Bornhausen, mas não resistiu.

De acordo com a Polícia Militar, a morte do bebê foi confirmada por volta da 14h. A corporação disse que não atendeu a ocorrência no local do fato, mas que acompanhou o desenrolar no hospital. Os pais da criança foram identificados e o pai, que teria sido o responsável por ter esquecido o menino no automóvel, foi localizado e detido em flagrante.

Por nota, o hospital confirmou o falecimento, mas disse que não vai dar informações em respeito à família. A unidade declarou que se “sensibiliza profundamente e se solidariza com familiares pelo triste ocorrido”.

Com informações do site G1/SC

Notícias Relacionadas

Por chineladas em criança de quatro anos, Tribunal de Justiça mantém condenação de padrasto em Criciúma

A criança possuía várias marcas pelo corpo, em regiões das pernas, costas e nádegas.

Agente temporário ajuda a salvar bebê de quatro meses que estava engasgado em Braço do Norte

O agente temporário orientou a mãe pelo telefone a fazer os primeiros socorros

Ex-secretário municipal de Criciúma sofre condenação por desviar valores de bolsas de estudo

O acusado foi condenado a indenizar o município em R$ 692,5 mil e a fundação educacional em quase R$ 15 mil, ambos os valores acrescidos de juros e correção monetária.

Homem que fingiu ser advogado sofre condenação após praticar falcatrua em Criciúma

Segundo a denúncia, em março de 2008 ele teria oferecido seus serviços de advogado para a vítima dar início a um procedimento de escrituração de imóvel.