Segurança

Pais esquecem bebê em carrinho de compras de supermercado em Lages

Quando a PM chegou ao local, os pais da criança já haviam retornado

Divulgação

Um fato inusitado ocorreu nesta segunda-feira (11) em Lages. Um bebê de quatro meses foi esquecido pelos pais em um carrinho de compras de um supermercado.

Um funcionário teria encontrado a criança e avisou a segurança do supermercado. Os funcionários, por sua vez, acionaram a Polícia Militar.

As informações indicam que um casal teria saído do supermercado, guardado as compras no carro e então ido para casa, sem lembrar do próprio filho, que estava no bebê conforto do carrinho de compras.

Nas imagens que circulam nas redes sociais mostram o bebê na cadeirinha. No vídeo, a criança aparenta estar bem e sorri para a pessoa que filma.

Quando a PM chegou ao local, os pais da criança já haviam retornado. Eles confirmaram à polícia que esqueceram a criança no carrinho, mas quando sentiram a ausência dele, voltaram ao supermercado.

O casal não chegou a ser levado à delegacia, pois, segundo a PM, não foi constatado dolo, o que poderia configurar abandono de incapaz.

Com informações do Notisul

Notícias Relacionadas

Coorpermila empossa novo Conselho Administrativo e o novo Conselho Fiscal

Posse foi realizada no auditório da Cooperativa no fim da tarde desta quinta-feira (21)

Prefeito de Bom Jardim da Serra quer intensificar parceria no turismo com Lauro Müller

O objetivo é desenvolver o turismo local, que tem como principal atrativo a Serra do Rio do Rastro, que liga os dois municípios

Santa Catarina registra totais elevados de chuva; estado é de atenção até sexta-feira

Houve registro de alagamentos e deslizamentos devido ao solo encharcado

Prefeito de Braço do Norte assina convênio de R$ 2 milhões para construção dos leitos de UTI do HST

A solenidade ocorreu na manhã desta quinta-feira, 21, no auditório do Siscoob, e também contou com a presença do deputado federal Ricardo Guidi, do vice-prefeito, Ronaldo Fornazza e do presidente do HST, Pedro Michels Neto.