Geral

Para evitar aglomerações, prefeito de Imbituba cancela Carnaval 2021

A decisão segue as orientações do Governo do Estado e acompanha a decisão de vários municípios do Brasil.

Divulgação

O Prefeito de Imbituba, Rosenvaldo da Silva Júnior, decidiu, nesta quarta-feira (3), em reunião com a equipe do Gabinete de Crise, cancelar as atividades relacionadas ao Carnaval 2021. Ao mesmo tempo, confirmou que não haverá ponto facultativo entre os dias 16 e 17 de fevereiro, como previa o calendário municipal. Os serviços da prefeitura funcionarão normalmente.

A decisão segue as orientações do Governo do Estado e acompanha a decisão de vários municípios do Brasil. Na reunião, estiveram presentes, além dos secretários, de Saúde, Turismo e Infraestrutura, o Comandante do Corpo de Bombeiro, Capitão André Araújo, da Polícia Militar, Tenente-coronel Luiz Carlos Cruz, o Delegado de Polícia Civil, Juliano Baesso, e o Coordenador da Defesa Civil Municipal, Moisés Carvalho.

Durante o encontro, ficou estabelecido que, tais eventos serão muito bem-vindos em Imbituba quando o plano de imunização contra a Covid-19 for executado na sua totalidade, conforme os parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS), garantindo, assim, a segurança coletiva.

“É importante ressaltar que estas medidas visam impedir as aglomerações, evitar uma sobrecarga no sistema de saúde. Sobrecarga que pode causar mais dor e sofrimento às famílias, em caso de contágio e evolução desta doença. Pedimos a compreensão dos moradores e visitantes neste momento”, enfatizou o Secretário de Desenvolvimento Econômico e Turístico, Henrique Melo.

Notícias Relacionadas

AO VIVO: Tribunal julga Moisés pelo caso dos respiradores

A sessão acontece por videoconferência, devido ao risco apresentado pela pandemia.

Homem com faca e garrafa quebrada rouba estabelecimento e ameaça vítima de morte em Capivari de Baixo

Assalto ocorreu por volta das 16h30 desta quinta-feira, dia 6, na área central da cidade.

Cartão postal: As cores da Ponte Anita Garibaldi

Durante o mês de maio a iluminação da ponte de Laguna terá um espetáculo aos olhos.

Julgamento decide futuro do governador Carlos Moisés em 2º impeachment

Julgadores decidirão se Carlos Moisés cometeu crime de responsabilidade na compra fraudulenta de 200 respiradores; afastamento depende de sete votos.