Geral

Para prevenir a meningite: vacinação é iniciada para os adolescentes em Imbituba

Nesta segunda-feira (24), as escolas de Imbituba abriram as portas para receber os alunos do município.

Foto: Divulgação

Depois da higienização das 24 instituições municipais de ensino, realizada na semana passada, hora de retomar as aulas. Nesta segunda-feira (24), as escolas de Imbituba abriram as portas para receber os alunos do município. Além disso, foi iniciado um trabalho de identificação dos adolescentes, entre 11 e 15 anos de idade, que ainda não foram vacinados ou que precisam do reforço da vacina.

“A gente vai fazer uma pesquisa com todas as crianças e adolescentes matriculados em nossas escolas. Por meio da carteira de vacinação poderemos identificar aqueles adolescentes, abaixo de 15 anos, que estão com dose em atraso e que precisam do reforço da vacina contra a meningite. O trabalho já começou nesta segunda-feira (24) na Escola Estadual Marcilio Dias San Thiago, onde tivemos os dois casos da doença registrados na semana passada”, disse o prefeito Rosenvaldo da Silva Júnior.

Segundo a Secretária Municipal de Saúde, Graciela Wiemes Ribeiro, é importante lembrar aos pais sobre a responsabilidade de manter a carteira de vacinação das crianças e adolescentes em dia. “Além de intensificar a campanha, vamos trabalhar, junto com a Secretaria de Educação, Cultura e Esporte, a obrigatoriedade da carteira de vacinação nos registros escolares”, informou a Secretária de Saúde.

Colaboração: Comunicação Prefeitura de Imbituba 

Notícias Relacionadas

Quatro adolescentes criam startup para fiscalizar os poderes de Criciúma

O objetivo dos jovens é reunir informações dos poderes Legislativo e Executivo do município de Criciúma em uma plataforma mais acessível.

Assistentes sociais do Poder Judiciário estudam garantia do direito à convivência familiar de crianças e adolescentes

Os nove pesquisadores integrantes do grupo trabalharam na elaboração de um subprojeto para a produção e disseminação de conhecimentos e o aperfeiçoamento de metodologias de trabalho na área

Morte de macaco reforça alerta para vacinação contra febre amarela em Siderópolis

Para fazer a vacina não é preciso agendar, basta levar o cartão de vacinação em qualquer sala de vacina.

Vacinação contra a febre amarela terá horário estendido de atendimento em Içara

Além de quatro dias de atendimento prolongado, as unidades também terão dia “D”