Reflexão

Paróquia de Lauro Müller adere à campanha Pequenos Reis Magos

Paróquia de Lauro Müller adere à campanha Pequenos Reis Magos

Fotos: Divulgação / Comunicação Diocese de Criciúma

E se um grupo de crianças vestidas de Reis Magos batesse à sua porta, trazendo mensagens de paz e de comprometimento com crianças do mundo inteiro? É exatamente isso que crianças e adolescentes da Catequese da Paróquia Imaculado Coração de Maria, em Lauro Müller, estão fazendo, ao aderir à campanha internacional da Pastoral da Criança intitulada “Pequenos Reis Magos”.

A iniciativa, que teve origem na Alemanha, há mais de 160 anos, é pioneira na Diocese de Criciúma e no Estado de Santa Catarina, conforme afirma o pároco, que também é assessor eclesiástico da Pastoral da Criança na Diocese, padre Valmor Boeger. A campanha Pequenos Reis Magos do Brasil tem como objetivo angariar recursos para crianças em situação de vulnerabilidade em países subdesenvolvidos e conscientizar as crianças brasileiras sobre a realidade de outros países, além de despertar a solidariedade e o espírito missionário.

No município localizado aos pés da serra catarinense, o projeto vem acontecendo durante todo o tempo do Advento, que antecede o Natal. “Todas as crianças e adolescentes da catequese aderiram ao projeto. A campanha foi paroquial, envolvendo as comunidades e não somente a matriz. O que nos surpreendeu foi ver crianças que mesmo não fazendo mais parte da catequese abraçaram a campanha. Foi um sucesso ver a alegria delas em sair e ir até as casas, caminhar, rezar, abençoar, serem protagonistas da evangelização. As crianças têm muita energia e gostam de caminhar. Todas foram orientadas e acompanhadas pelas catequistas ou lideranças das comunidades. As famílias foram comunicadas quanto aos dias e horários das visitas. O Papa nos pede para sermos um Igreja em saída e as crianças e adolescentes exercitam esta proposta do Santo Padre”, afirma padre Valmor.

Conforme o pároco, as crianças e adolescentes foram muito bem recebidas pelas famílias e as doações serão destinadas a crianças dos países pobres: Guiné-Bissau, Moçambique, Guatemala e Haiti. O dinheiro arrecadado será enviado integralmente para os países beneficiados, via Pastoral da Criança Internacional. “É uma bênção de Deus ver a alegria das crianças e também as doações por parte das famílias, crianças ajudando outras crianças a terem vida digna. Elas estão super animadas para realizar, em 2018, novamente a campanha Pequenos Reis Magos”, acrescenta Boeger.

A origem da campanha

Em meados de 1843, Auguste von Sartorius, menina nascida em uma família rica de Aachen, ficou sensibilizada com as notícias sobre crianças carentes e em perigo de vida na China e na África. Quando tinha de 13 para 14 anos, decidiu arrecadar dinheiro com os amigos e parentes para resolver a situação das crianças no mundo. Desde 1959, essa prática foi retomada como uma ação de solidariedade que acontece até hoje. Organizado pela Kindermissionswerk, o projeto beneficia diversos países e desperta, nas próprias crianças, uma atitude missionária.

Próximo ao dia 6 de janeiro, cerca de 500 mil crianças alemãs, entre 8 e 13 anos, de 12.500 paróquias, saem pelas ruas como os Cantores da Estrela. Vestidas como Reis Magos, elas levam à frente uma estrela e marcam nas casas por onde passam a sigla “C+M+B”, em latim: “Christus Mansionem Benedicat”, que em português significa: “Cristo abençoe este lar”. Após cantarem e abençoarem as residências, arrecadam dinheiro para as crianças e jovens vulneráveis do mundo. As crianças alemãs já ajudam a Pastoral da Criança Internacional (PCI), contribuindo para atividades nas Filipinas, na Guatemala e no Panamá.

Colaboração: Bibiana Pignatel / Comunicação Diocese de Criciúma

  • prm (5)
  • prm (4)
  • prm (3)
  • prm (2)
  • Paróquia de Lauro Müller adere à campanha Pequenos Reis Magos

Notícias Relacionadas

Eleições: PF usará drones para flagrar crimes como boca de urna

Drones vão sobrevoar zonas eleitorais para inibir condutas vedadas

Forquilhinha: Traficante é preso com 8 quilos de maconha

Ocorrência foi registrada na manhã desta sexta-feira

Criciúma: adolescentes são detidas por tráfico de drogas

Ocorrência foi registrada no bairro Cristo Redentor

Câncer de mama tem estimativa de mais de 66 mil novos casos em 2020

Quanto mais cedo o diagnóstico, mais altas são as chances de cura que podem girar em torno de 95% nos estágios iniciais, avalia a oncologista Eloísa Lúcia Acorsi