Geral

Parque dos Imigrantes: diversão, atrativos e preservação da cultura

Atafona e labirinto verde são alguns dos atrativos do local. Inauguração será dia 6 de janeiro.

Foto: Beatriz Formanski

Rumo a se tornar a cidade mais turística da região Sul, Criciúma está perto de entregar aos moradores o Parque dos Imigrantes. Com 61 mil metros², a estrutura fornece atrações para todos os gostos e idades. A população poderá usufruir da atafona, que remete à tradição dos imigrantes italianos de moer a farinha de milho, e um dos maiores labirintos do Brasil. A inauguração está marcada para o dia 6 de janeiro, no aniversário de 139 anos de Criciúma.

O parque vai oferecer aos moradores uma estrutura para atividades físicas, como pista de caminhada com 1.200 metros, 800 metros de ciclovia, quadra poliesportiva, um campo de areia, uma quadra de vôlei, uma quadra de futevôlei, uma quadra de beach tennis, campo de futebol e academia ao ar livre.

Além dos espaços para exercícios, o local terá um playground para as crianças e um playground em formato de avião. O parque vai proporcionar momentos em família e tem opções para todas idades. Já para quem gosta de jogar bocha, a estrutura terá canchas de bochas e uma cancha na areia. Também contará com um palco para apresentações e atividades.

Atafona

Mas o diferencial do parque, que remete à colonização e à lembrança dos imigrantes, é a atafona. Foi construído no parque um casarão de madeira, resgatando o lado mais rústico das construções antigas. Dentro do local as famílias poderão moer a sua própria farinha de milho da mesma maneira que os imigrantes faziam naquele tempo.

A construção do casarão foi uma iniciativa da Prefeitura de Criciúma e parceiros como a ABS Baterias, Anjo Tintas, Colombo Retroterra, ConstruFase Construtora, Construtora Fontana, família Henrique Salvaro, família João Olivo, família Pipo Olivo, família Valdir Moretto, Iron Industria e Comércio de Metais, Pierini Revestimentos, Posto Barp e Sicredi.

Labirinto Verde

Outro atrativo do local é o Labirinto Verde. Com mais de mil metros², é uma nova opção turística na região, sendo considerado um dos maiores do Brasil. A população poderá curtir em família um caminho de 1,5 metro de largura, com mais de 1,6 mudas, que podem chegar a 2 metros de altura, de Podocarpus Macrophyllusa, mais conhecido como ‘cercas vivas’.

A planta escolhida atrai passarinhos e é adequada para o paisagismo. A construção do Labirinto Verde foi executada em 30 dias, por meio de uma doação de R$ 217 mil do Grupo Angeloni à Prefeitura de Criciúma. A empresa contratada para fazer os trabalhos foi a MC Técnica Verde, de Nova Veneza, que entregou o labirinto no dia 19 de novembro.

O que vai ter no dia?

Estará pronto para inauguração do dia 6: pista de caminhada, ciclovia, palco, pista de skate, conjunto de banheiros com fraldário, atafona, roda da água de quatro metros de diâmetro, um campo de areia, uma quadra poliesportiva, uma quadra de vôlei, uma quadra de futevôlei, uma quadra de beach tennis, academia ao ar livre, playground, espaço para bocha na areia e labirinto verde.

Uma ponte pênsil de arame vai ligar a rua Maria Teresinha da Silva Gregório até o parque. O local é iluminado, tem estacionamento, gramado e com paisagismo. No dia da inauguração algumas atrações irão permanecer fechadas por medidas de segurança.

O Parque dos Imigrantes é um investimento de R$ 4.252.000,00 do Governo do Estado. O palco é proveniente de recursos da Administração Municipal de R$ 150 mil.

Colaboração: Ana de Mattia – Decom Prefeitura de Criciúma

 

Notícias Relacionadas

Ex-secretário de Administração de Orleans e empresa tem bens bloqueados

Segundo o Ministério Público, Eduardo Bertoncini era responsável pela pasta na gestão do ex-prefeito Marco Antônio Bertoncini Cascaes

Morador é executado com cinco tiros em Criciúma

Segundo informações, a vítima saiu recentemente do presídio e possui passagens por pedofilia e estupro de vulnerável.

Tribunal de Justiça catarinense confirma pena para empresário que vendeu pipoca com rato dentro em Criciúma

Uma das vítimas, após ingerir a pipoca, teve intoxicação alimentar aguda causada por alimento contaminado.

Tribunal de Justiça autoriza prefeitura a retomar obras da passarela em frente à Unisul, em Tubarão

Iniciada em fevereiro, a construção da passarela precisou ser interrompida por alguns dias ainda no primeiro semestre por conta da ação judicial de uma empresa inabilitada no processo de licitação.