Geral

Passeata em alusão ao Dia de Combate ao Abuso Sexual Infantojuvenil é realizada em Orleans

A manhã chuvosa não impediu que a passeata em alusão ao 18 de maio, Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, fosse realizada em Orleans. Apitos e cartazes foram utilizados como ferramentas para chamar atenção da população orleanense para a importância da denuncia. A passeata iniciou por volta das 10h e percorreu a Praça Celso Ramos, no Centro.

O conselheiro tutelar Junior Cesar Goularte afirma que é importante acabar com a cultura do silêncio nos casos de abuso e exploração sexual. “Todo mundo sabe que o abuso sexual, principalmente contra crianças e adolescentes, é um crime bárbaro. Por isso, é muito importante a conscientização para não deixar que mais crianças sofram sendo vítimas. Estamos aqui para mostrar para as pessoas que tamanha violência não fique calada”, afirmou.

Participaram da ação estudantes das Escolas de Educação Básica Cônego Santos Spricigo e Costa Carneiro. O evento foi promovido pelo Conselho Tutelar da Criança e do Adolescente, Secretaria Municipal de Assistência Social e Habitação, o Centro de Referência de Assistência Social – CRAS e o Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS.

18 de maio

Conforme o site da campanha, em 18 de maio de 1973 um crime chocou o Brasil. Araceli Cabrera Sanches, de oito anos de idade, foi sequestrada, drogada, espancada, estuprada e morta. Apesar de amplamente divulgado, os criminosos ficaram impunes. Em decorrência do desfecho, o caso tornou-se um símbolo de toda a violência que se comete contra as crianças.

O crime foi cometido por jovens de uma família tradicional da cidade. “Mesmo com o trágico aparecimento de seu corpo, desfigurado por ácido, em uma movimentada rua da cidade de Vitória (ES), poucos foram capazes de denunciar o acontecido. O silêncio da sociedade capixaba acabaria por decretar a impunidade dos criminosos”, informou o site.

Denuncie

A denuncia pode ser realizada através do Disque 100. Pode-se também entrar em contato com o Conselho Tutelar de Orleans pelo telefone fixo (48) 3466-2896 ou pelos números dos plantões (48) 9936-4213 e (48) 8451-8048.

 

  • 84f77984fc91fc44162450a9bd95c8b5
  • 526c058ded6a49dacd229e1f51260e81
  • 55c526c9643b2a90fde9840f6b36a5ec
  • 9cc938049a4bccf0788285e5be790a6c
  • ff03c39e66e1dbd8987ea19dfc2f2e02
  • 9691b6d4fb83156d888690aba75aba6a
  • e27ac7eebeec53561b0191fcdb6a0918