Geral

PDT lança a pré-candidatura do ex-governador Ciro Gomes à Presidência da República

Ciro foi anunciado durante encerramento da convenção nacional do partido em Brasília. Essa será a quarta tentativa de Ciro Gomes de chegar ao Palácio do Planalto.

Divulgação

O PDT oficializou nesta sexta-feira (21) a pré-candidatura do ex-governador Ciro Gomes à Presidência da República.

O nome de Ciro Gomes foi anunciado pelo presidente do PDT, Carlos Lupi, durante encerramento da convenção nacional do partido em Brasília. Essa será a quarta tentativa de Ciro Gomes de chegar ao Palácio do Planalto. Ele concorreu nas eleições de 1998, 2002 e 2018.

Advogado, Ciro foi governador do Ceará, prefeito de Fortaleza e deputado federal. Foi, também, ministro da Fazenda no final do governo Itamar Franco. Depois, ministro da Integração Nacional já no governo Lula.

Antes do PDT, Ciro Gomes foi filiado a outros seis partidos: PDS, PMDB, PSDB, PPS, PSB e PROS.

Nesta sexta, em um discurso de mais de uma hora, Ciro Gomes apresentou diversas propostas para um eventual mandato; fez críticas ao governo Jair Bolsonaro; ressaltou que o Brasil é um dos países mais desiguais do mundo e enfrenta alto índice de desemprego.

Ciro listou uma série de prioridades e desafios que, segundo ele, enfrentará caso seja eleito, como a geração de empregos, o desenvolvimento sustentável, o combate à inflação e a defesa da democracia.

Ciro Gomes: “Quero ajudar o Brasil a libertar-se das garras do ódio e da mediocridade paralisantes. Ajudar o Brasil a retomar o seu destino e colocá-lo no centro das decisões mundiais. Quero ser o presidente da rebeldia, da esperança. Minhas irmãs e meus irmãos, são imensos desafios que o mundo tem pela frente. Buscar novas formas de defesa ambiental, novos modelos econômicos, novas formas institucionais para a própria política, novas formas de relação de trabalho, novas tecnologias, novo modelo de relação entre as nações, além da emergente e imponderável questão sanitária, trazida por essa pandemia que parece longe de se acabar, embora eu ore todos os dias para que ela proteja a nação brasileira e ore também para que Deus conforte as quase 650 mil famílias e seus amigos que perderam tanta gente, não só pela fatalidade da pandemia, mas pela irresponsabilidade dos nossos governantes. Por foça dessa pandemia, inclusive, estamos fazendo essa nossa convenção de forma virtual”.

Mais quatro partidos também já oficializaram as pré-candidaturas: o Cidadania, com Alessandro Vieira; o PSDB, com João Doria; o Novo, com Luis Felipe D’Ávila; e o MDB, com Simone Tebet.

Outros partidos anunciaram os nomes, mas ainda não oficializaram as pré-candidaturas: o Avante, com André Janones; o PL, com Jair Bolsonaro; o União Brasil, com Luis Henrique Mandetta; o PT, com Lula; o PSD, com Rodrigo Pacheco; e o Podemos, com Sergio Moro.

Com informações do site G1

Notícias Relacionadas

Eleições 2020: Com possibilidade de chapa pura, PDT quer oferecer opção ao eleitor de Lauro Müller

O presidente do partido, Manoel Jades Izidoro, falou com exclusividade sobre os preparativos para as eleições municipais.

Eleições 2020: PDT define nove candidatos ao Legislativo em Lauro Müller

A convenção do partido ocorreu na noite deste sábado (12), e definiu Manuel Jades Izidorio como pré-candidato a vice-prefeito se for necessário na coligação.

Ciro Gomes tuíta ‘escândalo’ na reforma e secretário o desafia a provar

Segundo Ciro Gomes, 'determinada categoria de trabalhadores só poderá se aposentar aos 74 anos de idade e com apenas 70% do salário'.

Delegado Ulisses Gabriel anuncia sua pré-candidatura ao Executivo de Orleans

Com a pré-candidatura, Ulisses se licencia da função de Delegado e fica à disposição do seu partido.