Geral

Pedagoga de SC deixa pães e cucas à venda na rua enquanto vai trabalhar: “Mesa da honestidade”

Ela mesma prepara os produtos e deixa uma caixinha para os clientes pagarem o que levarem

Divulgação

Uma pedagoga de Bombinhas, no Litoral Norte de SC, resolveu confiar na honestidade das pessoas para conseguir aumentar a renda e trazer a filha para morar perto dela. Todas as terças-feiras, antes de sair para o trabalho na fundação cultural da cidade, ela monta uma mesa com pães e cucas que faz durante a noite e deixa expostos em alguma rua movimentada para quem quiser comprá-los. Não tem ninguém cuidando. Os clientes pegam o produto e deixam o dinheiro na caixinha ou fazem um Pix.

Antes de decidir montar a mesa, Márcia Sena vendia os itens de porta em porta ou pela internet. Mas resolveu apostar em um novo formato para conseguir uma renda extra sem comprometer o horário de trabalho no serviço público. Ela prepara tudo durante a madrugada e, quando o dia amanhece, coloca comida fresquinha na Mesa da Honestidade, como foi “batizada” a iniciativa, e vai para o emprego fixo. À tarde, quando expediente termina, volta para pegar o dinheiro e o que eventualmente sobra.

— A minha colega disse parar eu trazer para vender. Mas aqui eu não posso, é o meu recinto de trabalho. Só que quando eu voltei para a minha sala, tive a ideia de colocar a mesa da honestidade — conta a pedagoga.

Segundo Márcia, já houve momentos em que percebeu dinheiro faltando na caixa. Pouca, coisa entre R$ 2 e R$ 4, que ela mesma acredita ter sido porque a pessoa estava precisando de comida e não tinha como pagar o valor integral. Nada que a desestimulasse do projeto ou da fé nas pessoas.

— Eu confio e acredito nas pessoas, em um mundo melhor — reitera.

Além de completar a renda, o dinheiro que recebe com a venda dos produtos tem um destino especial na vida da pedagoga. Ela está enviando para a filha, que mora no Mato Grosso, e precisa de recursos para se mudar e morar na região de Bombinhas. Ela espera que tanto a filha quanto o genro, assim que se mudarem, possam auxiliá-la com a venda dos produtos.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Vacinação em SC: Estado recebe 220 mil doses da vacina contra a Covid-19

As vacinas serão destinadas à vacinação da população em geral por faixa etária e à vacinação dos grupos prioritários que ainda vacinados.

Homem de 90 anos já assistiu mais de 50 nevadas em SC; veja registros

Viterbo Souza Oliveira lembra da primeira grande precipitação de neve, em 1946, com acúmulo de cerca de 30 centímetros.

Motorista morre afogado após carro cair de ponte em São Ludgero

Acidente ocorreu no início da madrugada deste sábado (31); vítima ficou presa ao cinto de seguranças.

Aneel: bandeira tarifária de agosto se manterá vermelha

O custo de 100 kilowatt-hora permanece em R$ 9,492.