Geral

Pedras Grandes vai restaurar locomotiva a vapor histórica

Hoje no pátio da FTC, em Tubarão, maria-fumaça ficará em exibição ao lado do Museu Estação após processo de restauro

Divulgação

Berço da colonização italiana no sul de SC, o munícipio de Pedras Grandes está desenvolvendo mais um projeto para preservar sua história e impulsionar o turismo local. É a restauração de uma locomotiva antiga a vapor, atualmente sob os cuidados do Museu Ferroviário de Tubarão e que ajuda a resgatar a memória ferroviária da região sul de SC.

Para isso, a prefeitura lançou uma licitação para contratar a empresa que será responsável pelo trabalho de restauro. O investimento é de R$ 532.064.01, com a maior parte dos recursos disponibilizada por emenda da deputada Ada de Luca (MDB). A restauração vai durar cerca de 10 meses. De acordo com o prefeito de Pedras Grandes, Agnaldo Filippi, a maria-fumaça deve chegar no início do próximo ano, após finalizando o processo de restauração. A abertura dos envelopes com as propostas dos interessados na restauração ocorre no próximo dia 6, a partir de 9h30.

Hoje localizada no pátio da Ferrovia Tereza Cristina, em Tubarão, a locomotiva está sob os cuidados da Sociedade dos Amigos da Locomotiva a Vapor (SALV), mantedora do Museu Ferroviário de Tubarão. Trata-se de uma locomotiva a vapor classe 2-10-2, modelo Santa Fé, da fabricante Skoda 1949, República Tcheca nº .202.

Mas, antes da confirmação para Pedras Grandes, a SATC, de Criciúma, também havia demonstrado interesse na histórica maria-fumaça. Até que, por meio de oficio datado de 22 de abril do ano passado, a direção da faculdade informou ao IPHAN – dono do acervo do Museu Ferroviário – da sua desistência de obter a locomotiva. Entre os motivos estavam o alto custo do processo de restauração e o fato de não ter sido implementada a unidade museológica que receberia o maquinário.

Quando for concluída a restauração, a locomotiva ficará exposta ao lado da Estação Ferroviária, hoje museu municipal, no Centro de Pedras Grandes. Ela se tornará ao patrimônio ferroviário do município, que conta também com a Casa dos Arcos, a qual de inicio pertencia aos engenheiros da Estrada de Ferro Donna Thereza Cristina.

No final de outubro passado, o município anunciou a compra da Casa dos Arcos por R$ 850 mil, com recursos de emenda parlamentar do deputado Zé Milton Scheffer (Progressistas). O imóvel será restaurado para dar lugar a um Centro de Cultura, Turismo e Eventos.

Apesar de compor o acervo administrado pelo Museu Ferroviário de Tubarão, a locomotiva pode ser transferidas a Pedras Grandes por se tratar de uma duplicada. Ou seja, é o exemplar repetido de outra locomotiva, já restaurada e em exibição no museu, o que não causa desfalque ao acervo tubaronense.

Com informações da Folha Regional WebTV

Notícias Relacionadas

Jovem estaciona carro na frente da casa da namorada e tem surpresa desagradável em SC

Polícia Militar precisou ser acionada por volta das 22h30 desta quinta-feira (26), em Campos Novos, no Meio-Oeste

Polícia Militar prende homem envolvido em tráfico de drogas em Criciúma

A Polícia Militar de Criciúma prendeu ontem, 26, homem envolvido em tráfico de drogas no bairro Jardim Maristela em Criciúma

Empréstimo de carro tem desfecho intrigante em SC

Polícia Militar foi acionada no município de Guaraciaba, no Extremo-Oeste do Estado nesta quinta-feira (26)

Aeroporto no Rio passa a exibir filmes pornôs em totens após ter painéis hackeados

Infraero diz que totens são de responsabilidade de empresa de publicidade