Geral

Petrobras anuncia aumento de 19% no gás natural a partir de domingo; veja como fica em SC

Estatal informa que o ajuste decorre da atualização com base nas fórmulas acordadas, que vinculam a variação do preço do gás às variações do petróleo Brent e da taxa de câmbio

Foto: SCGás/Divulgação

A Petrobras anunciou nesta sexta-feira (29) que vai aumentar o gás natural em 19% em R$/m³ (reais por metro cúbico) a partir deste domingo (1º). Por conta disso, os consumidores de Santa Catarina ficaram em dúvida sobre a possibilidade um novo encarecimento no combustível.

Porém, a SCGás (Companhia de Gás de Santa Catarina) afirma que o reajuste não terá efeito imediato na economia catarinense.

Isso porque o preço é reajustado semestralmente, ou seja, o gás natural utilizado em indústrias, residências e o GNV (Gás Natural Veicular) acontecerá somente em 1º de julho.

A SCGás esclareceu também que ainda é prematuro afirmar qual será reajuste exato no preço do gás natural.

A atualização se dá através da ferramenta de conta gráfica, que leva em consideração os reajustes entre a SCGás e a Petrobras nos seis meses anteriores e também a projeção para o semestre seguinte.

Levando em consideração estimativa de março, o gás natural teria um efeito tarifário de 37,52% para uso veicular. Assim como 22,59% para residências e 26,72% para o comércio. Vale ressaltar que a tabela pode sofrer mudanças.

De acordo com a SCGás, 113 mil veículos utilizam GNV (Gás Natural Veicular) em Santa Catarina e podem abastecer em 140 postos de combustíveis espalhados em 50 cidades.

Além disso, 19 mil unidades residências, 700 comércios e 350 indústrias também consomem o gás natural no Estado.

Aumento anunciado pela Petrobras

A estatal informou que o ajuste decorre da atualização com base nas fórmulas acordadas, que vinculam a variação do preço do gás às variações do petróleo Brent e da taxa de câmbio.

Os preços atualizados ficarão vigentes até 31 de julho, conforme condição previamente negociada e estabelecida nos contratos firmados.

“A atualização trimestral para o gás e anual para o transporte atenua volatilidades momentâneas e assegura previsibilidade e transparência. Os contratos são públicos e divulgados no site da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis)”, informou a Petrobras.

A estatal esclarece ainda, que o preço final do gás natural ao consumidor não é determinado apenas pelo preço de venda da companhia, mas também pelas margens das distribuidoras (e, no caso do GNV, dos postos de revenda) e pelos tributos federais e estaduais.

Com informações do Estadão Conteúdo

Notícias Relacionadas

STF aprova orçamento de 2020 sem aumento de salário dos ministros

O maior gasto do tribunal é com salários e encargos de pessoal, que somam R$ 490,3 milhões.

Administração Municipal de Orleans envia projeto de aumento aos servidores para votação na Câmara

Proposta do executivo é de aumento de 5,07% e mais 20% no vale-alimentação

Retomada da economia: Estado registra aumento na arrecadação de julho

Entre os meses de março e junho, o Estado teve impacto negativo de 11,3% ao que era esperado para o período.

Após ameaças, abastecimento de combustível é suspenso na região da AMESC