Segurança

PM de Orleans atende vítima de violência doméstica e cárcere privado e localiza o acusado

A mulher estava com vários hematomas pelo corpo e no rosto, com muito medo e queria voltar para sua cidade, em São Paulo.

Foto: Ketully Beltrame / Sul in Foco

Uma ocorrência de violência doméstica, lesão corporal e cárcere privado, ocorrido na Estrada Geral Barracão, movimentou o setor policial em Orleans nesta terça-feira, dia 21.

Após receber a informação do Setor de Inteligência da Polícia Militar de Braço do Norte, de que havia uma mulher em cárcere privado em sua residência, a guarnição de Orleans se deslocou até o endereço citado, por volta das 16 horas. No local, os policiais entraram em contato com a mulher, que contou que o companheiro lhe deixa em casa sem contato com ninguém, nem por telefone, e que é impedida de falar com a família.

Além disso, ele a ameaça de morte caso conte para alguém. A mulher também é vítima de violência doméstica, sendo agredida fisicamente com pedaços de madeira e com socos. A guarnição observou que ela estava com vários hematomas pelo corpo e no rosto, que estava assustada e com medo, e que queria voltar para a sua cidade, em São Paulo.

Dessa forma, a Polícia Militar localizou o companheiro com o celular da vítima e o conduziu até a Delegacia de Polícia Civil de Orleans. Contudo, não foi possível prender o suspeito em flagrante, tendo em vista que a agressão não ocorreu na data de hoje. Ele responderá o inquérito em liberdade.

Notícias Relacionadas

Governo sanciona Lei que autoriza farmácias e drogarias a receberem denúncias de violência doméstica contra a mulher

Ao receberem a denúncia, os atendentes devem comunicar imediatamente às autoridades competentes

Polícia Civil apresenta dados positivos na repressão de roubos em Criciúma com prisões realizadas e criminosos identificados

Comparado com 2018, os dados indicam redução de roubos com uso de arma de fogo, roubos em residência e roubos com mais de três autores, com estabilização da quantidade de roubos gerais.

Morador é executado com cinco tiros em Criciúma

Segundo informações, a vítima saiu recentemente do presídio e possui passagens por pedofilia e estupro de vulnerável.

DIC de Criciúma apreende 1,5 kg de maconha e munição de calibre restrito