Segurança

PM faz 4,8 mil atendimentos contra violência doméstica e prende 485 agressores em 40 dias em SC

Também foram resgatadas 87 mulheres de cenários de violência e mais de 900 medidas protetivas solicitadas. Veja dados abaixo.

Foto: Divulgação

Iniciada em 1º de março deste ano, uma operação de apoio e proteção às vítimas de violência doméstica atendeu 4.895 mulheres em Santa Catarina em 40 dias. Neste tempo, 485 agressores foram presos em flagrante e 32 armas apreendidas com eles. A ação é da Polícia Militar (PM) em parceria com a Polícia Civil. Os dados foram divulgados na quinta-feira (11).

Durante esse período, 967 medidas protetivas de urgência foram solicitadas pelas vítimas, 58 medidas cautelares foram representadas por elas contra seus agressores e 87 mulheres foram resgatadas do cenário de violência. Ao todo, 2.365 boletins de ocorrência de violência doméstica foram registrados em 40 dias.

A PM quer desenvolver, com a atuação, intensificar ações de polícia intensiva e visitas preventivas às mulheres cadastradas no Programa Rede Catarina, que atende, com policiamento direcionado da Patrulha Maria da Penha, vítimas violentadas em casa.

Panfletagem e palestras também estão incluídas na operação. Até o dia 11 deste mês, 165 ações de panfletagem e orientações foram realizadas em todo o estado, com alcance de 11.365 pessoas, segundo a PM. Além disso, 268 palestras alcançaram 19.510 pessoas nas apresentações.

Prisões e apreensões

Durante os 40 dias de operação, a PM prendeu 485 agressores em flagrante e apreendeu cinco menores de idade. Além disso, 10 pessoas foram presas preventivamente e 3 temporariamente, em cumprimento de mandados abertos e 15 foram recolhidas ao presídio por atraso em pagamento alimentício (prisões civis).

Outros 203 suspeitos foram conduzidos às delegacias de Polícia Civil. Ao todo foram apreendidas 32 armas, sendo 22 armas brancas, nove de fogo e uma de fabricação caseira.

Como denunciar

  • Através do telefone 180, com atendimento nacional 24 horas por dia.
  • Aplicativo Direitos Humanos Brasil da Ouvidoria Nacional de Diretos Humanos, do Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania (MDHC).
  • Em caso de urgência, os números 181, da Polícia Civil, e 190, da Polícia Militar, também atendem ocorrências de violência contra a mulher 24 horas por dia.
  • Delegacia Virtual da Polícia Civil de Santa Catarina, neste link.
  • Em farmácias, fazer um X na mão e mostrar aos atendentes.

Com informações do g1 SC

Notícias Relacionadas

Vereadores de Orleans aprovam Requerimento solicitando informações relativas às barreiras de areão

Na ocasião, fizeram uso da tribuna livre, a presidente da Associação Pró-Autismo de Orleans (APA) Regiane Volpato e o prefeito Jorge Koch.

Vereadores de Lauro Müller aprovam Projeto de Lei em apoio a artistas locais

A legislação visa fomentar a participação dos artistas lauromüllenses em eventos musicais que contam com apoio da iniciativa pública.

Autor de criação de perfis falsos com conteúdo pornográfico e difamatório é identificado em Araranguá

Policiais Civis da DPCAMI identificaram o homem que criou os perfis falsos, que irá responder, além da difamação, a inquérito policial pelo crime de falsidade ideológica

Acidente em mina deixa duas pessoas feridas em Treviso

Os trabalhadores foram socorridos pelo Samu e encaminhados ao Hospital São José, em Criciúma.