Segurança

Polícia Civil de Orleans identifica organização que falsifica e vende sabão em pó

Os policiais cumpriram mandados de busca e apreensão durante a manhã desta quinta-feira (6)

Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil investigou um caso de falsificação e venda de sabão em pó que estava ocorrendo em Orleans. O caso começou com uma denúncia anônima em novembro de 2019, quando a polícia constatou que o suspeito A. do L. fazia uma mistura para fabricar o sabão em pó e empacotava a mistura em caixas da marca “OMO”.

Ao seguir com as investigações, a Polícia Civil identificou mãos de dez pessoas praticando o crime. Ao analisar os aparelhos apreendidos, foi verificado que A. do L. não agia sozinho, mas era o chefe de uma organização criminosa que atuava na produção e comercialização do produto. A organização contava com o apoio de gráficas para produção das embalagens falsificadas, de “representantes comerciais” e revendedores que davam destinação aos produtos falsificados, de apoiador financeiro e de auxiliares de produção que colaboravam no empacotamento do produto.

Divulgação/Polícia Civil

A produção semanal era de 22 caixas com 20 pacotes de um quilo cada. Assim, a polícia acredita que, ao produzir cerca de 440 quilogramas de material por semana, teriam totalizado a produção de quase 11 toneladas de sabão em pó falsificado nos últimos meses, movimentando altos valores.

Nesta quinta-feira (6), a Polícia Civil cumpriu nove mandados de busca e apreensão, sendo quatro na cidade de Orleans, um em Cocal do Sul, dois em Tubarão, um em São José e um na cidade de Barracão no Paraná. Os policiais conseguiram encontrar mais provas da atuação do grupo criminoso. Participaram da operação os policiais civis de Orleans, Criciúma, Urussanga, Cocal do Sul, Tubarão, São José e Dionísio Cerqueira.

Divulgação/Polícia Civil

Notícias Relacionadas

Polícia Civil apresenta dados positivos na repressão de roubos em Criciúma com prisões realizadas e criminosos identificados

Comparado com 2018, os dados indicam redução de roubos com uso de arma de fogo, roubos em residência e roubos com mais de três autores, com estabilização da quantidade de roubos gerais.

Ex-secretário de Administração de Orleans e empresa tem bens bloqueados

Segundo o Ministério Público, Eduardo Bertoncini era responsável pela pasta na gestão do ex-prefeito Marco Antônio Bertoncini Cascaes

Apoio ao candidato Vitorassi para eleição da Coorsel se intensifica durante reuniões com associados

Na noite de hoje (16), às 19h30min, os associados da comunidade de São Gabriel são convidados a participarem do encontro com os candidatos, em Treze de Maio.

Morador é executado com cinco tiros em Criciúma

Segundo informações, a vítima saiu recentemente do presídio e possui passagens por pedofilia e estupro de vulnerável.