Geral

Polícia Civil de SC instaura inquérito para apurar importunação sexual por parte de professor contra duas meninas em escola de Orleans

De acordo com a polícia, ele teria dito "abre as pernas".

Divulgação

A Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Polícia de Orleans, instaurou inquérito para apurar um suposto caso de abuso contra duas meninas de 13 anos em uma escola da cidade do Sul do Estado. Os fatos teriam ocorrido em18 de fevereiro de 2021 no interior da instituição de ensino.

Segundo testemunho de uma das alunas, ela teria sido tocada na virilha pelo professor, ao que tudo indica com caráter libidinoso, sendo a outra tocada na coxa. De acordo com a polícia, ele teria dito “abre as pernas”.

Depois de ouvir as jovens e colhido mais informações, instauramos inquérito policial para apuração dos fatos, cujas condutas típicas, em princípio, caracterizam-se por importunações sexuais, artigo 215-A, do Código Penal Brasileiro, por duas vezes, “na forma do artigo 69, caput, do Código Penal Brasileiro.”

A pena por “praticar contra alguém e sem a sua anuência ato libidinoso com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro” é de um a cinco anos de reclusão.

Com informações do Delegado Ulisses Gabriel

Notícias Relacionadas

Polícia Civil apresenta dados positivos na repressão de roubos em Criciúma com prisões realizadas e criminosos identificados

Comparado com 2018, os dados indicam redução de roubos com uso de arma de fogo, roubos em residência e roubos com mais de três autores, com estabilização da quantidade de roubos gerais.

Morador é executado com cinco tiros em Criciúma

Segundo informações, a vítima saiu recentemente do presídio e possui passagens por pedofilia e estupro de vulnerável.

Santa Catarina registra dois novos casos de coronavírus e divulga plano de contingência para enfrentar a doença

Coronavírus em SC: Santa Catarina salta 16 posições e está entre os estados com menor incidência da doença no país

As estratégias de isolamento social e combate ao coronavírus levaram Santa Catarina a avançar para posição de destaque nacional no enfrentamento à pandemia.