Segurança

Polícia Civil indicia acusado de extorquir vereador em Sangão

O verdadeiro criminoso, segundo o inquérito, é J.B. de 30 anos, mora na cidade de Camboriú e inclusive já possui passagens policiais por crimes semelhantes.

Foto: Divulgação

A Polícia Civil encaminhou na última sexta-feira (15) à Justiça, o inquérito policial que investiga o caso de extorsão contra um vereador de Sangão. Em outubro do ano passado, o político procurou a polícia e denunciou o crime que ocorria contra ele e sua família, via telefone.

Conforme divulgado pela Rádio Sangão, durante as investigações, os policiais identificaram que as ameaças vinham de um ramal telefônico registrado no Norte do Estado, porém registrado em nome de um adolescente, morador do Nordeste do país. Conforme a PC, constatou-se que esse telefone estava em nome de “laranja”.

O verdadeiro criminoso, segundo o inquérito, é J.B. de 30 anos, mora na cidade de Camboriú e inclusive já possui passagens policiais por crimes semelhantes. Com um mandado de busca e apreensão, os policiais foram até o endereço e o localizaram. No apartamento do acusado, foram encontrados sete celulares e  um notebook, avaliados em quase R$ 30 mil.

A PC identificou também que as amaças partiram de um dos telefones que estavam com o acusado.

Ele responderá pelo crime de extorsão.

Notícias Relacionadas

Morador é executado com cinco tiros em Criciúma

Segundo informações, a vítima saiu recentemente do presídio e possui passagens por pedofilia e estupro de vulnerável.

Polícia Civil cumpre mandados contra suspeitos de latrocínio em Sombrio

DIC de Criciúma apreende 1,5 kg de maconha e munição de calibre restrito

Índices de crimes caem bruscamente em Orleans

Segundo dados divulgados pela Polícia Civil, houve redução de 300% dos crimes de roubo e quase 30% do número de furtos.