Segurança

Polícia Civil investiga homem por dar aulas sem possuir formação, em Orleans

Prisão

Foto: Divulgação

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia de Polícia da Comarca de Orleans, na tarde dessa quarta-feira (22), efetuou a prisão preventiva de um homem que estaria lecionando aulas de matemática em duas escolas de educação básica do município de Orleans, sem possuir formação.

A notícia chegou ao conhecimento da Polícia Civil através da Secretaria Municipal de Educação, que desconfiou do certificado de conclusão de curso superior e do histórico escolar por ele apresentado durante a contratação em virtude de processo seletivo realizado no último ano.

Após consulta junto à universidade apresentada na documentação, constatou-se que o certificado de conclusão de curso está fora dos padrões de emissão da instituição, bem como o histórico escolar seria possivelmente forjado, já que o aluno teria sido reprovado em algumas matérias e ainda estaria cursando o ano letivo de 2017. Mesmo assim, já estava lecionando nas escolas.

Com base na documentação e após investigação, policiais civis identificaram que o rapaz ainda teria apresentado uma Certidão Criminal Negativa, quando, na verdade, já teria sido condenado por tentativa de estelionato e exercício ilegal de profissão. Verificou-se também que ele apresentou certidão da Justiça Eleitoral não validada pelo Tribunal Superior Eleitoral.

A partir da prisão, a Polícia Civil tem o prazo de dez dias para a conclusão das investigações, já que averigua também impedimentos funcionais do cidadão junto à Secretaria do Estado de Educação de Santa Catarina. Caso fiquem comprovadas todas as irregularidades, o suspeito, ao fim da investigação, deverá responder pelos crimes de estelionato e falsificação de documento.

Notícias Relacionadas

Ciclista morre após ser atropelado na SC-285, em Araranguá

Seis são presos acusados de participação em latrocínio em Treze de Maio

Drogas, armas e munições são apreendidas durante operação policial em Laguna

Criminosos invadem residência e agridem casal de idosos, em Gravatal