Geral

Polícia descarta crime à transexual

O caso é tratado como suicídio.

Créditos: Ailton Corrêa / DS

A Polícia Civil descartou ontem que a morte da transexual que teria pulado no rio Tubarão, na ponte do Morrotes, possa ter sido um crime.

Sheilla Prado sumiu nas águas, o Corpo de Bombeiros de Tubarão não havia encontrado seu corpo. O caso é tratado como suicídio.

Pessoas próximas à mulher disseram que ela estaria sofrendo ameaças no dia dos fatos, e teria sido perseguida, e se jogado na água para fugir. Ainda conforme Dani Boeira, coordenador municipal da Diversidade Sexual e Gênero da prefeitura de Porto Alegre e amigo de Sheilla, em novembro do ano passado ela registrou denúncia, pois estaria sofrendo extorsão para se manter em seu local de trabalho.

“A denúncia foi feita, e um termo circunstanciado foi aberto. Apuramos tudo o que foi necessário, e o caso foi encerrado”, diz Jucinês Dilcinéia Ferreira, da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (Dpcami). “Não existe crime nesse caso. Foi um suicídio”, completa a delegada.

“Não há elementos de que ela sofria algum crime com o fato de ela ser transexual. Isso, sim, seria investigado pela delegacia especializada”, informa a delegada. Jucinês relata ainda que Sheilla era acompanhada por um psicólogo da Dpcami. “Na última semana ainda houve desavença com o profissional. Dias depois, ela entrou em contato e pediu desculpas”, releva a delegada.

Idoso morre afogado

Um homem de 79 anos morreu afogado na tarde de ontem em Tubarão. De acordo o Corpo de Bombeiros, ele estaria pescando quando caiu na água. O acidente aconteceu no KM 63. Ainda conforme a guarnição, o corpo foi retirado do local por populares por volta das 17h40. A identidade da vítima ainda não havia sido revelada, e o porquê ela teria caído dentro d’água também não havia sido comprovado.

Com informações do Jornal Diário do Sul

Notícias Relacionadas

Investigação não identifica autor do assassinato de transexual

Inquérito Policial da Delegacia de Homicídios de Florianópolis já foi encaminhado ao Poder Judiciário.

“Transexual que pulou no rio era ameaçada”, diz amigo

Ela teria sido perseguida e se jogado na água para fugir.

Corpo encontrado em praia de Passo de Torres é do jovem desaparecido

Familiares estiveram no local e reconheceram a vítima

Satc dá início ao Proeja 2024

Alunos foram recebidos na instituição para aula inaugural nesta quinta-feira (11)