Segurança

Polícia faz novas buscas por jovem desaparecido desde 2012, em Lauro Müller

Após um ano e três meses do desaparecimento do jovem lauromüllense Rodrigo Pandini Goulart, na época com 24 anos de idade, surgiu na manhã desta segunda-feira (17) uma nova pista que pode levar ao paradeiro do rapaz.

Desde as primeiras horas da manhã, as polícias Civil e Militar de Lauro Müller, com o apoio de agentes da Divisão de Investigações Criminais (DIC) de Criciúma e de uma máquina retroescavadeira, cedida pela prefeitura da cidade, fazem buscas e escavações em um terreno baldio no Distrito de Guatá, na tentativa de localizar o corpo da vítima.

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Ivaldo Gregório Inácio, ao longo deste período que Rodrigo está desaparecido, surgiram várias informações de seu paradeiro, mas nenhuma delas tão consistente quanto esta. “Alguém ligou para o 181 e disse que o corpo do jovem estaria enterrado aqui neste local. Diante da informação que foi convincente, pois continha alguns detalhes importantes, decidimos averiguar”, explica o delegado que trata o caso como sendo de homicídio.

A operação da polícia se concentra em um terreno coberto de mato, no final da Rua Arataú, popularmente conhecida por "Rua do Xisto". Diversas pessoas, curiosas para saber o que está acontecendo, acompanham toda a movimentação.

O jovem desapareceu no dia 18 de dezembro de 2012, quando saiu de sua residência com destino ao Distrito de Guatá, cerca de 5 km do bairro Santa Bárbara, onde residia.

A última vez que Rodrigo foi visto, usava uma camiseta preta, bermuda jeans desbotada e calçava um tênis cano longo marrom.

  • ae57724f78ff201581baf373f8e0a750
  • a36b06498210090db3986b2f0c44b7ea
  • a43f40d063d567c1e33f3d51b2854d5f
  • d34318ac5713800bdbdc86afcdc95dbd
  • 5564ffc7fb65a385034d0f206be78aba