Segurança

Polícia Federal descobre fraude em auxílio emergencial estimada em R$ 100 mil em SC

Cinco mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Joinville nesta manhã de quinta-feira

Divulgação

A Polícia Federal descobriu fraudes no auxílio emergencial estimadas em R$ 100 mil que foram aplicadas por criminosos em Joinville. As ações foram identificadas a partir de investigações iniciadas em abril. A Operação Farinha Pouca foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (30). Quatro mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Joinville e um em Balneário Barra do Sul.

A partir de informações encaminhadas pela Base Nacional de Fraudes ao Auxílio Emergencial (BNFAE), a força tarefa entre a PF e a Caixa Econômica Federal identificou que suspeitos estariam praticando o crime para obter o benefício assistencial com nomes e dados de terceiros na maior cidade catarinense.

De acordo com o delegado Oscar Biffi, chefe da delegacia da PF em Joinville, os criminosos se cadastravam no programa usando o nome de outra pessoa para obter o benefício. Em seguida, se passando pelo beneficiado, utilizavam os valores obtidos para pagar contas no comércio local.

Ainda segundo o delegado, a conta do Auxílio Emergencial, gerenciada pela Caixa, dá a possibilidade de pagamento em máquinas de cartão fáceis de encontrar em loja ou mercado, bem como o pagamento de boletos e transferências em lotéricas e bancos. Assim, os infratores se aproveitavam da facilidade de uso para obter benefícios.

Durante as diligências, foram apreendidos dispositivos eletrônicos e de armazenamento, os quais, após autorização judicial, serão analisados a fim de obter mais elementos de prova do crime e eventuais suspeitos ainda não identificados.

O inquérito policial segue em curso e, a princípio, três investigados poderão ser indiciados pela prática dos crimes de furto qualificado mediante fraude e de falsificação de documento público, cujas penas máximas somadas podem chegar a 14 anos de prisão.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Homem é assassinado na beira da praia, em Balneário Gaivota

Até o momento não há informações sobre idade e identidade da vítima

Coronavírus em SC: Matriz de Risco aponta 14 regiões no nível alto e três no moderado

As regiões em risco alto são Carbonífera, Extremo Oeste, Extremo Sul Catarinense, Foz do Rio Itajaí, Grande Florianópolis, Laguna, Médio Vale do Itajaí, Meio Oeste, Nordeste, Oeste, Planalto Norte, Serra Catarinsnse, Vale do Itapocu e Xanxerê

Garçons salvam banhista de afogamento em praia de Balneário Camboriú

Socorristas chegaram na sequência e continuaram protocolo de reanimação, que funcionou

Carro vai parar dentro do rio em SC minutos após sair de oficina

Apesar do prejuízo, ninguém ficou ferido com gravidade