Segurança

Polícia prende condenado a 32 anos por estupro de vulnerável, em Criciúma

O autor era tio da vítima e os abusos iniciaram quando a criança tinha apenas sete anos

Divulgação

A Polícia Civil do Estado de Santa Catarina, através da DPCAMI de Criciúma, prendeu, nesta quinta-feira, 25, em Xangri-lá, no Rio Grande do Sul, um homem condenado a 32 anos, 11 meses e 16 dias de reclusão pelo crime de estupro de vulnerável ocorrido em Criciúma.

Os fatos foram investigados no ano de 2018 pela Delegacia de proteção à criança, adolescente, mulher e idoso de Criciúma. Conforme apurado, o autor era tio da vítima com quem praticava, reiteradamente, abusos sexuais contra a menor.

Os abusos iniciaram quando a criança tinha apenas sete anos, persistindo até os 14 anos de idade, quando a vítima criou coragem em realizar a denúncia, já que vinha sofrendo ameaças do condenado caso contasse sobre a prática do crime para alguém.

Após condenado, o autor dos fatos passou a se refugiar no Estado vizinho, sendo localizado e preso pela equipe de investigação da DPCAMI de Criciúma na data de hoje. Realizado os procedimentos legais, o preso foi recolhido ao sistema prisional.

Com informações do TNSul

Notícias Relacionadas

PRF recupera veículo roubado e com placas falsas na BR-101, em Criciúma

O motorista conseguiu fugir a pé pelo mato.

Em Criciúma, já são mais de 12 mil vacinados contra o sarampo

Campanha iniciou em outubro de 2019 e foi entendida até 31 de agosto deste ano

Classificação de risco para o coronavírus cai de grave para alto em Criciúma

Mudança mostra que situação melhorou em relação à pandemia e novas flexibilizações estão permitidas

Foragida por participar de homicídio, mulher se apresenta à DP, em Criciúma

Com isso, todos os três envolvidos no assassinato ocorrido no bairro Quarta Linha no final de julho estão presos