Segurança

Polícia prende suspeito de agredir e matar mulher em hotel de SC

Thays Greice Barboza, de 29 anos, foi encontrada morta na cama com marcas de agressões; suspeito foi preso na tarde de quarta-feira (20)

Divulgação

A Polícia Civil prendeu um homem suspeito de matar uma mulher em um hotel de Lages, na Serra catarinense. O mandado de prisão foi cumprido na tarde desta quarta-feira (20) no município, durante investigação de latrocínio, que é roubo seguido de morte.

Thays Greice Barboza, de 29 anos, trabalhava como garota de programa e foi assassinada em julho do ano passado. O corpo dela foi encontrado com marcas de agressões no quarto de um hotel localizado no bairro São Cristóvão, na área central de Lages.

Durante a investigação da Polícia Civil, imagens foram analisadas, depoimentos coletados e perícias realizadas pela Polícia Científica.

De acordo com a Polícia Civil, foi apurado que o investigado marcou um programa com a vítima para que pudesse roubar bens e dinheiro. No entanto, durante a execução do crime, acabou matando a mulher.

Os policiais conseguiram identificar o veículo usado pelo suspeito. O automóvel foi localizado e o homem foi identificado. Com isso, foram expedidos mandados de busca e apreensão do veículo e de prisão contra o investigado.

O veículo usado no dia do crime foi apreendido para ser periciado. Já o suspeito permaneceu foragido, sendo localizado e preso pelos policiais no bairro Tributo, nesta quarta-feira.

O preso foi encaminhado para a DIC (Divisão de Investigação Criminal) de Lages onde foi interrogado. Após formalizado os procedimentos legais, o homem foi encaminhados ao sistema penitenciário, onde ficará à disposição da Justiça.

As investigações prosseguem e devem ser concluídas nas próximas semanas, segundo a Polícia Civil. O nome do suspeito não foi divulgado.

Relembre o caso

Thays Greice Barboza foi encontrada morta na cama de um quarto de hotel, na região central de Lages, por volta das 22h do dia 7 de julho de 2021, por uma amiga e colega de profissão.

Ela havia mandado uma mensagem, às 19h25, com a seguinte mensagem: “Amiga, achei esse guri estranho”.

A PM fez contato com a amiga, que informou que encontrou a porta do quarto encostada e a vítima morta. A mulher estava sobre a cama, defecada, com o rosto roxo e escoriações no nariz e boca, além de um rasgo na calcinha que estava usando, conforme a descrição dos policiais.

Alguns pertences, como uma mala, roupas, carteira (sem dinheiro), cartões de crédito e sacola de roupas, estavam espalhados sobre a cama. O aparelho celular da vítima não foi encontrado.

Thays tinha 29 anos, e era natural de São José, na Grande Florianópolis.

Com informações do ND+

Notícias Relacionadas

Polícia Civil indicia e prende homem suspeito de realizar dois roubos armados em Criciúma

Os crimes investigados ocorreram no fim de janeiro deste ano, ambos no bairro Jardim Maristela

Polícia Civil cumpre mandados contra suspeitos de latrocínio em Sombrio

Suspeito de incendiar casa e matar mulher e criança é preso em Tubarão

O crime ocorreu no dia 31 de dezembro de 2019 e foi solucionado pela Polícia Civil.

Polícia Civil de Criciúma finaliza investigação de roubo em residência e um suspeito é preso

Os criminosos invadiram a residência e renderam a família no local.