Segurança

Policial civil atira pro alto para conter briga durante paralisação em SC

Confusão foi registrada por volta das 16 horas de quarta-feira

Divulgação

Um policial civil deu um tiro para o alto para conter uma briga que ocorreu durante a paralisação de caminhoneiros em Araquari, no Norte catarinense. O fato aconteceu por volta das 16 horas de quarta-feira (8) no quilômetro 57 da BR-101.

De acordo com Rodrigo Marchetti, delegado regional de Blumenau, um policial civil da cidade do Vale do Itajaí passava pelo local em direção a Joinville quando foi abordado por populares para conter uma confusão.

Segundo Marchetti, tudo começou quando um caminhoneiro tentou furar o bloqueio da pista, próximo a um posto de gasolina, e foi atacado pelos manifestantes com uma barra de ferro. Além disso, conforme as imagens, o homem também foi agredido com chutes e socos.

– O policial tentou dialogar, mas a confusão não cessou. Como ele estava sozinho e o pessoal não obedeceu aos comandos, ele precisou dar um tiro para o alto. Em seguida, chamou reforço da PRF – conta o delegado.

Conforme as imagens, pelo menos seis pessoas se envolveram na briga. Após a detenção, todos os envolvidos foram encaminhados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) para a delegacia de Joinville.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Balneário Rincão ganha rota gastronômica com 26 locais para conhecer

Iniciativa faz parte do Plano Municipal de Turismo e visa transformar a cidade em um destino turístico durante o ano inteiro

Região Sul do país tem melhora nas desigualdades sociais em saúde, diz FioCruz

Mesmo com a “ligeira redução”, como define a FioCruz, 65 dos 84 municípios que estiveram classificados na lista dos mais desiguais da Região Sul no início da pandemia permanecem nessa condição

SC tem aumento de 271% dos casos confirmados de dengue no 1º semestre de 2022

No Estado, 77 pessoas tiveram mortes confirmadas pela dengue neste ano

Criança de 2 anos é atropelada por ônibus em SC

Bombeiros informaram que a menina teve ferimentos graves e foi levada ao hospital; ela sofreu fraturas expostas