Trânsito

Ponte do Travessão em Braço do Norte, tem trânsito bloqueado para veículos acima de 20 toneladas

Para alertar os motoristas, estão sendo colocadas placas de sinalização e a Polícia Rodoviária Estadual de Gravatal atua na orientação de rotas alternativas.

Divulgação

A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade de Santa Catarina enviou nesta sexta-feira engenheiros para avaliar a ponte do Rio Travessão, em Braço do Norte, depois de motoristas perceberem que a estrutura está cedendo.

De acordo com a avaliação, há um risco de desabamento a qualquer momento e os engenheiros bloquearam o acesso de veículos acima de 20 toneladas. Para alertar os motoristas, estão sendo colocadas placas de sinalização e a Polícia Rodoviária Estadual de Gravatal atua na orientação de rotas alternativas.

Uma nova avaliação será feita na segunda-feira, e conforme a PRE-Gravatal é possível que a carga máxima permitida na ponte seja alterada para menos de 20 toneladas.

A situação já vem sendo percebida há meses e nos últimos dias vem se agravando. Em agosto o vereador Elton Heidemann, chegou a enviar um requerimento à Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade solicitando informações sobre a situação da estrutura e planos de manutenção. De acordo com o parlamentar, a pasta até hoje não deu uma resposta.

“O trânsito pesado está sendo desviado para rotas alternativas, o que ocasionará demoras, atrasos e aumentos de custos para todos. Os riscos eram evidentes e o Estado foi alertado, agora o problema se tornou real. Torço para uma solução rápida, mas as manutenções preventivas teriam evitado todo esse transtorno e o custo que estará por vir”, disse o vereador em uma publicação no Facebook.

Hoje as placas de sinalização estão próximas à ponte que fica no km 153,620 da SC 370. A partir da próxima semana o bloqueio de caminhões acima de 20 toneladas será a partir da BR 101 nas entradas da Rodovia Ivane Fretta e no Bairro Humaitá.

A PRE-Gravatal orienta aos caminhoneiros que vieram de Florianópolis acessem a SC 390 (Tubarão, Pedras Grandes, Orleans, São Ludgero e Braço do Norte).

Os que saem do Rio Grande do Sul podem entrar em Criciúma (Cocal do Sul, Urussanga, Orleans, São Ludgero e Braço do Norte).

Com informações do Notisul

Notícias Relacionadas

Vereadores de Lauro Müller aprovam Proposições, Requerimentos, Projetos de Lei e Projeto de Resolução

No Grande Expediente, oito vereadores aproveitaram para fazer seus pronunciamentos.

Satc Digital e Coopera firmam parceria para a aplicação do ensino corporativo

De forma gratuita, cinco cursos livres foram lançados nesta segunda-feira e estão disponíveis para a comunidade

Número de casos ativos de Covid-19 despenca em SC e índice é o menor em 17 meses

Dados mostram que o Estado vive um momento menos delicado da pandemia, e caminha para um processo de estabilização

Assistência Social de Criciúma entrega alimentos para instituições sociais no Parque das Nações

Ao todo, foram distribuídos 960 kg de carne, 1.500 kg de banana, 60 cestas básicas e 90 kits de legumes para 30 instituições