Geral

Porto de Imbituba tem recorde histórico de movimentação de cargas no semestre

Com 2,9 milhões de toneladas movimentadas, o volume de cargas transportadas alcançou um crescimento de 11,5% em relação ao mesmo período do ano passado

Divulgação

O Porto de Imbituba registrou de janeiro a junho de 2021 seu melhor resultado operacional da série histórica dos últimos 10 anos. Com 2,9 milhões de toneladas movimentadas, o volume de cargas transportadas alcançou um crescimento de 11,5% em relação ao mesmo período do ano passado. O número de atracações também registrou alta de 33,3%, com 128 navios atendidos nos três cais do porto.

As importações lideraram as operações, seguidas das exportações, do transporte de cabotagem (dentro do país) e do transbordo de mercadorias entre navios. Em relação à receita operacional líquida da Autoridade Portuária, houve crescimento de 25,5%, se comparado ao mesmo semestre de 2020. O valor é utilizado para manutenção da infraestrutura e investimentos.

“A conquista desta marca histórica reafirma a importância do Porto de Imbituba e demonstra o potencial, a força e o dinamismo da economia catarinense, que mesmo com a pandemia da Covid-19 apresenta resultados positivos, como a geração de mais de 111 mil vagas de emprego de janeiro a maio. Somos um Estado de produção diversificada e intensa. Santa Catarina é um exemplo para o país”, destacou o governador Carlos Moisés.

As cargas mais transportadas pelo Porto este ano foram o coque de petróleo, contêineres, soja, hulha betuminosa, sal e minério de ferro. Juntos, os granéis minerais representaram cerca de 50% do total movimentado, com destaque para o coque e a hulha, que praticamente dobraram seus volumes movimentados no 1º semestre do ano passado.

“Com o mercado de commodities aquecido e uma infraestrutura capaz de atender à demanda do mercado, conseguimos finalizar o semestre com um desempenho dentro do planejado, o que nos dá confiança de que esse cenário positivo deva se manter nos próximos meses, fortalecido pela perspectiva de melhora da situação de pandemia”, avaliou Fábio Riera, diretor-presidente da SCPAR Porto de Imbituba.

Até maio, o Porto de Imbituba apresentou crescimento, celebrando, inclusive, recorde histórico de movimentação mensal, com 681,9 mil toneladas. Apenas em junho houve retração de 26,5%, se comparado a 2020, quando registrou recorde mensal até então. De acordo com Aristeu Cavalca, gerente de Operações da Autoridade Portuária, “a diversificação das cargas atendidas fez com que o resultado de junho conseguisse se manter estável, mesmo com os períodos de chuva, que acabaram transferindo algumas operações para julho”.

A previsão de navios para este mês já aponta para um possível novo recorde no porto, com perspectiva de movimentação de cerca de 690 mil toneladas. Para o ano, a Autoridade Portuária estima registrar um volume de 6,2 milhões de toneladas que, se confirmado, entrará para a história do porto público catarinense como seu melhor resultado anual.

Divulgação

Notícias Relacionadas

Forquilhinha decreta situação de emergência após alagamentos

Últimos dias para eleitores com deficiência pedirem mudança para seção com acessibilidade

Senado aprova redução na idade mínima para laqueadura

Fifa antecipa início da Copa do Mundo para 20 de novembro

Jogo entre Catar e Equador abrirá o próximo Mundial