Geral

Prazo para pagamento da guia do alvará 2020 encerra dia 28 de fevereiro em Criciúma

Impressão dos boletos estão disponíveis no site da Prefeitura de Criciúma

Divulgação/Decom

O Governo de Criciúma está disponibilizando às pessoas físicas e jurídicas cadastradas no município, as guias para pagamento da taxa de licença de funcionamento e estabelecimento do exercício de 2020, com vencimento no próximo dia 28. “Para a emissão da autorização ou renovação, é necessário estar em dia com a vistoria do Corpo de Bombeiros e com a primeira parcela paga. Ao acessar o link, os empreendedores encontrarão duas opções, a guia de pagamento e a emissão do alvará”, comentou o coordenador da Casa do Empreendedor, Agenor Brunel.

A impressão pode ser realizada por meio do link, estando disponível em cota única ou em parcelas. Em caso de erro na emissão do documento, o munícipe deve entrar em contato pelo e-mail [email protected]

MEIs

Aos Microempreendedores Individuais (MEIs), a emissão do documento está disponível sem o pagamento da taxa, para quem está de acordo com as normas estabelecidas pelo órgão do Corpo de Bombeiros, exceto em casos de firma não estabelecida.

Outros alvarás

Os empreendedores que precisam do alvará da Vigilância Sanitária e licença ambiental, da Fundação do Meio Ambiente de Criciúma (Famcri), deverão solicitar a licença de localização nos respectivos órgãos responsáveis.

Notícias Relacionadas

Rever: aplicativo que contribui para a coleta seletiva já tem grande demanda de usuários em Criciúma

Plataforma digital auxilia nas denúncias de irregularidades e solicitações para coletas

Polícia Civil apresenta dados positivos na repressão de roubos em Criciúma com prisões realizadas e criminosos identificados

Comparado com 2018, os dados indicam redução de roubos com uso de arma de fogo, roubos em residência e roubos com mais de três autores, com estabilização da quantidade de roubos gerais.

Morador é executado com cinco tiros em Criciúma

Segundo informações, a vítima saiu recentemente do presídio e possui passagens por pedofilia e estupro de vulnerável.

Tribunal de Justiça catarinense confirma pena para empresário que vendeu pipoca com rato dentro em Criciúma

Uma das vítimas, após ingerir a pipoca, teve intoxicação alimentar aguda causada por alimento contaminado.