Giro Estadual

Prefeito de Balneário Camboriú testa positivo para o novo coronavírus

O serviço de testagem foi contratado pelo município e, desde o início da pandemia, esta é a quarta vez que o prefeito realiza testagem por precaução.

Divulgação

O prefeito de Balneário Camboriú, Fabricio Oliveira, testou positivo para o novo coronavírus, segundo informações do Genolab, Laboratório de Genética Avançada de Blumenau, nesta terça-feira (12).

O serviço de testagem foi contratado pelo município e, desde o início da pandemia, esta é a quarta vez que o prefeito realiza testagem por precaução.

Oliveira, que afirma ter bom estado de saúde, deve manter quarentena nos próximos dias, por recomendação da Vigilância Epidemiológica. Sua esposa, Mozara Paris, fez o exame nesta terça (12) e ainda aguarda o resultado.

Por meio das redes sociais, o prefeito tornou público que contraiu o novo coronavírus, afirmando estar cumprindo isolamento e reafirmando as recomendações de autoridades da saúde para o combate à pandemia.

No município, há um total de 140 contaminados e dois mortos pela Covid-19, segundo a última atualização dos dados pelo governo do estado. Assim, Balneário Camboriú segue como a sétima cidade em número de casos, de um total de 3.733 em todo o território catarinense.

Com informações do site ND Mais

Notícias Relacionadas

Prefeito de Nova Veneza assina decreto de formação da Comissão de Acompanhamento, Controle, Prevenção e Monitoramento ao Coronavírus

Nova Veneza não tem casos confirmados da doença, apenas pessoas em isolamento domiciliar que já foram acompanhados, mas devem permanecer em quarentena pois chegaram de viagem.

Coronavírus em SC: Governador planeja retomada gradativa da atividade econômica e projeta 713 novos leitos de UTI

O objetivo é adequar as medidas de isolamento à necessidade dos catarinenses com segurança.

Santa Catarina registra dois novos casos de coronavírus e divulga plano de contingência para enfrentar a doença

TRF4 manda afastar do cargo prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, preso na Operação Chabu

Determinação é que fique 30 dias fora das funções e não faça contato com demais suspeitos de envolvimento na operação. PF investiga a violação de sigilo de operações policiais